Fim da Greve dos professores

O governador Antonio Anastasia confirmou nesta quarta-feira (28) as medidas que haviam sido anunciadas nessa terça, quando a greve dos professores da rede estadual do ensino chegou ao fim, após 112 de paralisação.
Segundo Anastasia, o piso salarial nacional no plano de carreira da categoria será aplicado entre 2012 e 2015. Os profissionais serão enquadrados, gradativamente, em faixas salariais, levando-se em consideração o tempo de carreira e a escolaridade.

O governador ainda afirmou que novas reuniões com o Sindicato Único dos Professores em Educação (Sind-UTE) e representantes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que mediaram as negociações, serão marcadas para acompanhar o processo da volta às aulas.
Sobre o projeto de lei 2.355/11, que institui a nova remuneração da categoria, Anastasia afirmou que modificações podem ser feitas. O projeto tramita em caráter emergencial e estava pronto para ser votado no plenário.
Reposição - Os professores que estavam parados só irão receber o salário relativo a esses dias após a reposição das aulas, que deve ocorrer apenas no primeiro trimestre de 2012. Já os dias em que os professores substitutos trabalharam não serão pagos aos grevistas.
Conforme Anastasia, a exoneração dos 245 professores designados que permaneciam em greve foi suspensa.
O fim da greve foi anunciado no fim da noite dessa terça, no pátio da Assembleia Legislativa, com a presença de 5 mil professores. A categoria prometeu se reunir novamente em 8 de outubro, para analisar se as propostas do governo do Estado estão sendo cumpridas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!