Minas é o terceiro em número de mortes violentas de jovens


Em outubro de 2010, os corpos de três jovens foram encontrados pela polícia em um imóvel da Rua Itaipu, no Bairro Alto Vera Cruz, Região Leste de Belo Horizonte. Dois irmãos, de 20 e 22 anos, e um amigo deles, de 24, foram brutalmente assassinados. A Polícia Civil prendeu um homem e apreendeu três menores, acusados de participar do triplo homicídio.

A investigação concluiu que o crime foi motivado por envolvimento das vítimas com o tráfico de drogas. Pouco mais de um ano depois, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o relatório "Características da população e dos domicílios: resultados do universo", com dados do Censo 2010. As estatísticas apontam Minas Gerais como o terceiro Estado com maior índice de óbitos entre a população de 20 a 24 anos, atrás apenas de São Paulo e Bahia.

Foram 2.879 mortes de agosto de 2009 a julho de 2010. Belo Horizonte é o município com maior número de registros (425) e o Alto Vera Cruz aparece no topo do ranking dos bairros da Capital, com 13 casos.

O Censo 2010 não indica o que provocou os óbitos. Mas o IBGE destaca em seu relatório que essa é a faixa etária mais vulnerável a causas externas ou violentas, definidas como homicídios e acidentes de trânsito. O instituto se baseia em dados do Sistema Único de Saúde (SUS): em 2009, 61,3% das mortes de jovens de 20 a 24 anos, no Brasil, foram por causas violentas, e 90,2% das vítimas eram homens.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!