Ladrão entrou sem precisar arrombar casa de ex-deputada

A Polícia Civil confirmou que não há sinais de arrombamento na mansão da ex-deputada federal Maria Lúcia Cardoso, no bairro Alto Santa Lúcia, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. A constatação foi feita por investigadores da 4ª Delegacia Distrital que estiveram no imóvel ontem. O local foi alvo de um assalto na noite de Natal, mas a dona da casa estava ausente quando foram roubados dinheiro e joias, avaliados em R$ 2,5 milhões. Maria Lúcia passa férias em Nova York (EUA).

Durante 45 minutos, os investigadores conversaram com funcionários da residência e vasculharam o imóvel em busca de pistas. Os trabalhos foram acompanhados pela governanta. Ainda não há confirmação se móveis e eletroeletrônicos foram mesmo levados. Após três dias de investigações, a polícia não tem um suspeito para o roubo.

De acordo com um dos investigadores que estiveram na mansão ontem, mas que pediu para não ser identificado, a segurança da casa é vulnerável. Além de situada em um terreno amplo entre as ruas Xingu e Agena, o imóvel não tem câmeras de segurança. A cabine onde fica o vigia, único que estava no local no dia do roubo, não permite visibilidade total da área interna do lote.

O policial contou que a casa possui pelo menos oito portas de acesso aos jardins, além das janelas, e que, conforme relatos dos funcionários, era comum que elas ficassem abertas, mesmo quando todos deixavam a residência. "Qualquer um pode ter entrado no local pulando o muro sem que o vigia tivesse visto", disse. Ainda conforme o investigador, apenas closets de alguns dos cinco quartos foram arrombados, mas já tiveram as fechaduras arrumadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!