Rapaz é morto a tiros em companhia da mãe


Dois assassinatos ocorreram em menos de
 12 horas em Ipatinga
por Diário Popular
28/12/2011 00:00
fabio henrique
Fábio foi morto na frente da mãe e da irmã
esperança
Fábio foi morto na frente da mãe e da irmã
maria da penha
Maria da Penha: "Ele veio me visitar e morreu"
IPATINGA - A Delegacia de Homicídios de Ipatinga tem mais dois casos para apurar. Os assassinatos ocorreram em menos de 12 horas. A violência assustou os moradores da rua Hortência, próximo à Unidade de Saúde do bairro Esperança. Por volta de 10:00h da manhã de ontem, Fábio Henrique Silva Almeida, 26 anos, foi executado a tiros quando caminhava pela rua acompanhado da mãe e da irmã. 
A mãe, a dona de casa Maria da Penha Gomes Silva Almeida, 49 anos, relatou que duas pessoas armadas saíram de um matagal e deram um primeiro disparo no peito da vítima. Depois que Fábio estava caído, ainda recebeu vários disparos nas costas. "Eu não pude fazer nada. Eu simplesmente corri para ninguém acertar em mim", disse a mãe.

LIBERDADE
Na última quinta-feira (22), a vítima tinha recebido o alvará de soltura do Ceresp, onde havia cumprido pena por posse de arma de fogo. Mas, segundo a mãe, ele havia se envolvido em várias confusões no bairro Nova Esperança, onde mora a família. "Muita gente tinha medo dele querer vingança por terem tentado matar meu irmão. Aí fica esse dilema de querer matar para não morrer. Meu filho sempre mexeu com gente errada. Ele não deveria ter vindo para casa e acabou vindo para me visitar e morreu", confessa a mãe. 

VINGANÇA
Fábio é irmão gêmeo de um outro rapaz que também está preso sob suspeita de assassinato. Agora, a mãe teme que quando o rapaz sair da prisão tenha o mesmo fim que Fábio. "Eu creio que depois que ele souber que mataram o irmão dele, ele vai sair de lá revoltado. Meu outro filho não vai deixar isso impune, não. Eu vou até esconder e enfiar minha cabeça no buraco quando isso acontecer", alerta a mãe. 

POSSIBILIDADES

A delegada de Homicídios, Irene Angélica Franco, esteve no local do crime junto com a equipe de investigadores e perito. Segundo a policial, Fábio foi mais uma vítima envolvida com a criminalidade, característica dos assassinatos que ocorrem em Ipatinga. "O que a gente vai fazer agora é investigar os motivos até chegar à autoria", afirma. A polícia já tem o nome de um dos suspeitos, mas, não foi revelado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!