Crueldade: Idoso de 67 anos é morto com várias facadas na cabeça


Rio Piracicaba/MG - Um crime bárbaro e com requintes de crueldade abalou o pequeno Distrito de Conceição de Piracicaba, “localidade denominada de Jorge”, distrito da cidade de Rio Piracicaba, na manhã desta segunda-feira, 23.
Por volta das 8 horas a Polícia Militar de Rio Piracicaba foi acionada, e o solicitante contou que passava pela rua Josefino Honório, 172, em frente ao Sítio Itália, quando a vítima Maria Rodrigues da Silva, 73, gritava da varanda por socorro.
Segundo a PM, Maria Rodrigues apresentava hematomas nos olhos e rosto causados por socos, além de sangrar muito. Ela foi levada ao Hospital Margarida por uma viatura da polícia.
De acordo com a Polícia Militar, Maria Rodrigues contou que na noite de domingo por volta das 23h, ela e seu esposo, o aposentado Mário Contarino, 67, assistiam televisão quando três homens invadiram o sítio. Eles arrombaram a porta da sala e com armas em punho, anunciaram o assalto.
As vítimas foram amarradas e torturadas pelos criminosos que exigiam dinheiro e jóias. Mário Contarino foi amarrado com as mãos para trás e colocado uma mordaça em sua boca para que não gritasse. Ele foi espancado até a morte.
Maria Rodrigues contou que os homens permaneceram no interior da casa por cerca de duas horas. Neste período todo o interior do imóvel foi revirado pelos ladrões, que antes de fugirem cortaram o fio telefônico para impedir que a polícia fosse acionada. Logo após fugiram em uma caminhonete Ranger preta, também roubada, levando jóias e uma quantia em dinheiro, deixando o casal amarrado dentro da casa. Foi roubado ainda um veículo Fiat Palio de propriedade das vítimas que estava na garagem do sitio.
Maria Rodrigues só conseguiu se livrar já pela manhã de segunda-feira, 23.
O perito Célio Augusto de Lima, da Polícia Civil de João Monlevade esteve no local e constatou que a vítima Mário Contarino, além das marcas de espancamento, apresentava ainda vários cortes profundos na cabeça, provavelmente causados por uma faca usada pelos assaltantes para forçá-lo a contar onde estavam os pertences de maior valor. A vítima estava de joelhos na beira da cama do casal.
Após os trabalhos de praxe o corpo do aposentado foi levado para o necrotério do cemitério do Baú em João Monlevade pela Funerária Minas Pax.
No momento em que a polícia ainda registrava a ocorrência de latrocínio – assalto seguido de morte – recebeu informações que os suspeitos foram vistos em uma caminhonete preta, idêntica a relatada pela vítima [Maria Silva] no povoado de Boa Vista, próximo ao Jorge.
Foi solicitado apoio da Polícia Militar de João Monlevade e várias viaturas se deslocaram para a região.
Uma viatura da PM que estava no sítio também foi para o povoado e no caminho deparou com um dos autores, um menor de 17 anos. Ele foi abordado e apreendido em flagrante. Com ele os policiais encontraram um revólver calibre 32, sem munições. Ele confessou ter participado do assalto ao sítio e informou ainda o local onde a caminhonete havia sido abandonada por eles.
Os militares foram para o local indicado pelo menor e localizaram a caminhonete Ranger preta, que estava com uma placa “fria”. O veículo segundo informações havia sido roubado em Ipatinga – no Vale do Aço.
O menor contou aos militares que outros dois envolvidos estariam por perto em meio a um matagal, próximo a Rio Piracicaba. Toda a área foi cercada por cerca de 25 policiais fortemente armados.
Pouco tempo depois, em meio a um brejo, na beira do rio, os militares localizaram Juliano Ferreira Dias Pinto, 27. Com ele foi encontrado um revólver calibre 38 e trinta cartuchos intactos do mesmo calibre, que estavam dentro de uma polchete.
A ação dos policiais foi elogiada pelos moradores do povoado pela rapidez com que o caso foi resolvido, em menos de 12 horas, desde o início do assalto até a prisão dos envolvidos.
Outra informação dava conta de que o terceiro envolvido estaria em João Monlevade, no bairro Estrela Dalva. A viatura Tático Móvel comandada pelo cabo Celso Alves e soldados Williana Oliveira e Ricardo Henrique se deslocou para o local, na rua Taurus, 60, bairro Cruzeiro Celeste, onde efetuaram a prisão de Tiago Geraldo de Paula, 25, que também já possui diversas passagens por crimes violentos.
Crimes: De acordo com a polícia, Tiago seria o braço direito do traficante conhecido como “Cuité”, preso em uma penitenciária de Contagem, de onde teria ordenado a execução de Carlos Henrique, “Juninho”, na semana passada.
Durante as investigações o menor de 17 anos teria confessado ser o autor do homicídio ocorrido na segunda-feira, dia 16 de janeiro, em frente a uma igreja evangélica no bairro Estrela Dalva, onde o também menor, Carlos Henrique Junior de Souza Alves, 17, foi executado com um tiro na cabeça. Segundo o menor a arma usada no crime da última segunda-feira seria o revólver calibre 32, que foi apreendido na operação.
Já o autor Juliano Ferreira possui diversas passagens por furto, receptação, homicídio e latrocínio. Em 2006 o criminoso executou a própria namorada, Regiane dos Reis Gomes, a tiros. O crime ocorreu no bairro Novo Cruzeiro, na casa do autor, e gerou grande repercussão na cidade. Após o crime Juliano teria fugido para o estado de Sergipe, onde foi preso após um assalto. Ele tentou usar um nome falso, mas foi descoberto pelos militares do Estado. Os três envolvidos no latrocínio são suspeitos de terem furtado pelo menos três veículos durante a semana.
Na noite de domingo a Polícia Militar de São Domingos do Prata localizou dois deles, um GM/Monza e um Fiat Palio branco. Segundo a Polícia Militar de Rio Piracicaba, o autor Juliano foi visto em uma moto Fazer preta, no último sábado, rondando pelos bairros da cidade.
Palio Roubado – Por volta das 18h40 desta segunda-feira a Polícia Militar de João Monlevade recebeu uma informação da PM do estado do Rio de Janeiro, dando conta de que dois homens foram presos em um veículo Fiat Palio com placa de Rio Piracicaba. O veículo é o mesmo roubado no latrocínio do sítio durante a ação dos marginais.
Um dos homens foi identificado como “Samuel”, morador de Rio Piracicaba, e o outro um foragido do Rio de Janeiro que estava escondido na localidade de Piedade, em São Domingos do Prata, conhecido como “Carioca”. Segundo informações, os dois presos na tarde desta segunda-feira já estão a caminho de João Monlevade.
Os três autores que foram presos na operação foram encaminhados para o quartel da Polícia Militar de Rio Piracicaba, onde foi confeccionado o Boletim de Ocorrências. Em seguida eles foram encaminhados para a 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de João Monlevade, onde foram autuados pelo crime de latrocínio – roubo seguido de morte.
Fonte: Bell Silva/O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!