Família morre afogada em acidente de carro

velório
Velório foi realizado em meio a comoção
 de familiares e amigos

Diário Popular

10/01/2012 00:00
acidente
Todos os ocupantes já estavam mortos quando a viatura chegou ao local
juvercino
Juvercino Carneiro
maria da conceição
Maria da Conceição Dutra dos Reis
belizane
Belizane Galinari Carneiro
Sara dos Reis Galinari Carneiro
INHAPIM - Quatro pessoas da mesma família morreram na tarde do último domingo (8) depois que o carro que viajavam caiu no rio Caratinga, no km 503 da BR-116, em Inhapim.
Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o motorista do veículo, Juvercino Carneiro, 53 anos, conhecido como "Cininho", perdeu o controle da direção de uma Caravan e caiu às margens do rio, que estava cheio. Além do condutor do veículo, estavam as filhas Sara dos Reis Galinari Carneiro, 18 anos, e Belizane Galinari Carneiro, 25 anos e a esposa dele, Maria da Conceição Dutra dos Reis Carneiro, 51 anos. 
Foi acionado um guincho para a retirada do veículo e o resgate dos corpos foi realizado ainda às margens do rio pelos militares do Corpo de Bombeiros. Os cadáveres resgatados foram encaminhados para o Instituto Médico Legal de Caratinga.

FATALIDADE

O veículo foi encontrado dentro do rio Caratinga, às margens da rodovia, com as rodas para cima, com todos os ocupantes já mortos quando a viatura chegou ao local.
Segundo testemunhas, chovia no momento do acidente. O condutor teria perdido o controle da direção ao fazer a curva e, em seguida, o veículo capotou e acabou caindo dentro de um reservatório de cimento do rio, de forma que os ocupantes não puderam sair do carro e morreram afogados. Os bombeiros disseram aos familiares que as meninas foram encontradas abraçadas dentro do veículo. 
A cunhada de Juvercino, Rosângela Martins, considera que o cunhado não tenha abusado da velocidade da via e opina que o acidente tenha sido uma fatalidade que ocorreu na família. "Se o carro tivesse caído com as rodas para cima, ia ter jeito de sair pela janela. Mas as portas ficaram travadas. Foi uma fatalidade, porque cair logo dentro dessa caixa de concreto e com rodas para cima. Era só um milagre mesmo", disse.

VIAGEM
A família residia no bairro Tiradentes, em Ipatinga, e no último fim de semana tinha ido visitar parentes em Raul Soares.
O primo das vítimas, Adão Galinari, contou que o local do acidente é considerado de risco. "Nós tivemos informações que caminhões perdem a direção lá, tanto na ida como na volta. Inclusive no momento que a gente estava lá, um motociclista caiu. Parece ser um local muito perigoso mesmo", relata. 
Os corpos das vítimas foram sepultados ontem às 17h no Cemitério Parque Senhora da Paz, sob forte comoção entre familiares e amigos das vítimas. O laudo que irá apontar as causas prováveis do acidente tem previsão de ficar pronto em 30 dias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!