Homicídio: Briga entre casal acaba em morte no Sion


João Monlevade/MG - Uma briga entre um casal terminou em morte no bairro Sion, na tarde desse domingo, dia 5 de fevereiro, por volta das 15h.
Segundo a Polícia Militar, Rosângela Monteiro Florês, 30, contou que estava em um bar localizado na Rua Castanheira, 1.057, com seu amásio Cleber Julio da Silva, 33, bebendo, quando começaram a discutir. Cléber então teria passado a agredí-la com vários socos e pontapés.
No bar, segundo Rosângela, estava também Valdecir Aparecido Bispo, 40, a proprietária do estabelecimento, Ana Lúcia, 47, e o sobrinho dela Josias Jonas de Souza, 21.
Para evitar que continuasse apanhando Rosângela teria saído do bar correndo, quando ouviu um disparo de arma de fogo. Ao olhar para trás, viu correr pela rua o suspeito Valdecir Bispo. Ao retornar para o bar deparou com seu amásio caído com uma perfuração do lado esquerdo do peito e aparentemente já sem vida.
Ela acionou a Polícia Militar, tendo comparecido ao local a viatura Tático Móvel comandado pelo sargento Weliton Porto, cabo Vanderlei Prudêncio e soldado Eduardo Costa. Os militares depararam com o corpo da vítima do lado de fora do bar. Imediatamente socorreram a vítima ao Hospital Margarida, mas ele não resistiu ao ferimentos e morreu antes de chegar a unidade de saúde.
Várias viaturas da PM foram para o Sion onde tentaram localizar o suspeito, mas até o momento ele não foi localizado.
A proprietária do bar negou que o crime tenha ocorrido no interior do estabelecimento, mas no local havia marcas de sangue, que aparentemente haviam sido lavadas.
O perito Célio Augusto de Lima, da Polícia Civil de João Monlevade, esteve no bar e constatou que houve violação criminosa do local onde ocorreu o homicídio. Segundo o perito, provavelmente a proprietária tentou eliminar as marcas de sangue para obstrução dos trabalhos da “polícia judiciária”.
Ana Lúcia e Josias Jonas foram levados para a Delegacia acusados de alterarem a cena do crime, uma vez que o homicídio ocorreu no interior do estabelecimento e o corpo foi jogado para fora do bar.
Ana Lúcia, por ter auterado a cena do crime, foi autuada em flagrante e presa por obstrução do trabalho da Justiça.
Fonte: Bell Silva/O Popular

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!