Ladrões levam R$7 mil de filho de empresário


João Monlevade/MG - O estudante Felipe Cabral da Silva, 23, acionou a Polícia Militar na tarde de ontem, por volta das 14h30, após ter sido roubado.
De acordo com o estudante, ele havia sacado a quantia de R$7mil no Banco Bradesco, por volta de 13h40 para pagamento de funcionários da empresa de seu pai, a “RS Sucata”.
Ele contou para a polícia, que saiu do Banco em seu veículo, normalmente, em direção a sua residência, momento em que chegou a sua casa e desceu para chamar no interfone, foi abordado por dois indivíduos em uma motocicleta Honda CG, preta onde o carona aproximou-se com um revólver em punho aparentando ser calibre 38 e anunciou o assalto: “isto e um assalto passa o dinheiro”.
A vítima retirou todo o dinheiro que guardava no bolso e entregou aos criminosos. Em seguida, os assaltantes fugiram pela Rua Campos Sales, no bairro República.
Felipe contou para a polícia que o carona estava sem capacete e era meio gordo, moreno alto e de cabelo raspado e trajava calça jeans. O condutor era magro e também de calça jeans e estava de capacete.
Durante o rastreamento, os militares entraram em contato com o gerente do banco Bradesco, José Pessoa de Almeida, que não permitiu que os policiais tivessem acesso às imagens do sistema de segurança da agência, alegando que a PM só teria acesso com Mandado Judicial e que não tinha no momento um especialista para operar o circuito interno de imagens.
Segundo a vítima, tudo foi muito rápido e ele ficou muito nervoso não conseguindo visualizar mais características ou placa do veículo. Até o momento a polícia não tem pistas dos autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!