Mototaxista é executado no Residencial Ayrton Sena

Rapaz que completaria 26 anos no dia 30 de março foi baleado por pessoa que estaria em um Peugeot prata 

AKR 

Miller Moreira de Souza, de 25 anos, pilotava uma motocicleta emparelhado com um veículo Peugeot de cor prata quando levou o tiro
IPATINGA – Um mototaxista foi morto no início da tarde desta terça-feira (20), no Residencial Ayrton Senna. O crime foi registrado na altura do n° 436 da Rua D, antiga Rua Eclesiastes. Segundo informações de testemunhas, Miller Moreira de Souza, de 25 anos, pilotava a motocicleta Yamaha YBR de placa HCK-0651 pareado com um veículo Peugeot de cor prata quando levou o tiro. A vítima, que residia em Ipatinga, completaria 26 anos na sexta-feira, 30 de março.



Ainda conforme testemunhas, Miller estaria conversando com o motorista do Peugeot e, ao chegar com o rosto bem próximo a janela do motorista, teria sido alvejado. O condutor do veículo fugiu em direção ignorada. O mototaxista, que teria morrido na hora, caiu ainda em posição de pilotagem.


AKR 

A bala que entrou pelo olho da vítima saiu pela nuca e ficou alojada no capacete
As primeiras informações levantadas ainda no local do crime davam conta de que o mototaxista teria ido até o bairro no intuito de comprar um veículo, mas a informação não foi confirmada pela família. A reportagem do jornal Vale do Aço tentou entrar em contato com a mãe da vítima, que não conseguiu dar entrevista por estar muito abalada.



Por telefone, o irmão de mototaxista, que mora com a mãe em Timóteo, contou à reportagem do JVA que Miller chegou a lhe dizer que estaria sendo ameaçado, mas não entrou em detalhes, alegando não ter mais informações sobre o assunto.


Por telefone, o irmão de Miller ainda ressaltou que o mototaxista era solteiro e não residia com a família em Timóteo, além de ter mudado recentemente de bairro em Ipatinga. “Não sabemos sequer onde ele estava morando, pois ele tem pouco tempo que ele tinha mudado e nem chegamos a ir à nova casa dele”, contou.O perito Hebert De Mingo compareceu no local do crime e constatou que Miller levou um tiro no olho direito, que saiu pela nuca. O projétil de calibre 38 ficou alojado no capacete da vítima.


reprodução 

A polícia continua fazendo rastreamento no intuito de identificar e localizar o autor do homicídio. Esta foi a 17ª pessoa assassinada em Ipatinga só no ano de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!