A PISTOLA TASER: UMA ARMA LETAL OU NÃO ?


CABO CLÁUDIO CASSIMIRO DIAS
         A morte de dois jovens, um no Exterior e outro em Florianópolis acirrou um debate em torno da aplicação da pistola Taser.
        Muitos debates estão ocorrendo na televisão e na mídia em geral, pois há uma duvida na sociedade civil se a arma Pistola Taser é ou não é letal.
         Esclareço que a pistola Taser passou a ser usada pelas forças policiais com a finalidade de se evitar o uso da arma letal, ou seja, o policial em uma situação de necessidade de imobilização de uma pessoa, agente infrator, delinquente, para não usar a arma letal, qual seja a arma de fogo se utiliza da pistola Taser.
        A Pistola Taser, portanto, é uma arma não letal, dentro da Literatura Policial, posto que seu objetivo é somente imobilizar, ou seja, ela paralisa a pessoa atingida pelo choque, até que possa ser imobilizada, algemada e dominada.
        O que ocorre, e a estatística é diminuta é quando a pessoa que recebe o choque tem algum problema cardíaco, ou fez uso de algum tipo de entorpecente, ou mesmo esteja em local com os pés molhados, poderá ocorrer uma maximização dos efeitos da Pistola Taser.
        O debate é válido e serve para orientar e mesmo rever a maneira como a pistola Taser está sendo utilizada, conveniência e proporcionalidade, para que se evite que seus efeitos sejam letais, enquanto seu objetivo é ser NÃO LETAL.
 CLÁUDIO CASSIMIRO DIAS, CABO, PÓS-GRADUADO EM CRIMINOLOGIA, BACHAREL EM DIREITO, BACHAREL EM HISTÓRIA, ACADÊMICO EFETIVO CURRICULAR DA ACADEMIA DE LETRAS JOAO GUIMARAES ROSA DA PMMG, PESQUISADOR DA HISTÓRIA MILITAR E PALESTRANTE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!