Segundo comandante da 15ªRPM ex-comandante do 19°BPM Teófilo Otoni pode ser submetiddo a Processo Administrativo Demicionário.


NOTICIAS DA CASERNA - O tenente coronel Marcos Barbosa da Fonseca pediu afastamento definitivo e deve ir para o quadro de reservas da Polícia Militar. Ele entrou com o pedido no início da semana.

Abuso de poder, coação, perseguição, assédio moral, agressão, desmandos e até suspeita de envolvimento com drogas são algumas das denúncias que pesam contra o comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Marcos Barbosa da Fonseca. As acusações foram apresentadas à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, há 10 dias, numa audiência pública realizada na Câmara Municipal e foi acompanhada por cerca de 150 pessoas, entre policiais e outros moradores.

O subcomandante, o major Miranda assumi o cargo interinamente até que a que a Cúpula da PM, em Belo Horizonte, decida quem vai ser o chefe de comando em Teófilo Otoni. Providências O coronel José Geraldo Lima, comandante do 15ª Região de Polícia Militar disse que as denúncias serão apuradas e que nenhuma decisão será tomada de maneira precipitada e sem o cuidado legal até que o processo seja concluído.

“Nós temos uma situação natural, onde temos o comandante e o subcomandante.Na ausência do primeiro, o outro assumi as funções que está com o major Miranda. Ele foi designado pela Chefia do Estado Maior da Polícia Militar e num momento oportuno será definida a questão do comandante de forma definitiva”, ressaltou.

Lima ainda disse que todas as denúncias apresentadas contra o tenente coronel Fonseca estão sendo apuradas pela Corregedoria da Polícia Militar.

“Os fatos continuam apurados e temos como base a legalidade. Temos garantia constitucional do devido processo legal. Todos os fatos serão apurados com calma e tranquilidade, não vamos fazer nada sob forte emoção. Mesmo estando afastado ou não tudo será apurado. Agora temos todos os prazos e serão definidos quais instrumentos administrativos e penais serão seguidos, se será um inquérito policial militar, uma sindicância, ou um processo Administrativo Demicionário”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!