Grávida, mulher é morta a facadas pelo ex-marido que disse “matei por amor”


Itabira/MG – Foi preso em flagrante pela equipe Tático Móvel do sargento Luciano Rodrigues, o réu confesso, Jânio Martinho Silva, 37 anos, que matou com facadas no pescoço a ex-mulher Maria de Fátima Oliveira, 35 anos, que estava grávida de três meses.
O crime chocou toda a comunidade do bairro Jardim das Oliveiras na manhã deste sábado, 28 de abril, por volta das 10h.
Jânio Silva disse que matou a ex por amor, dizendo ainda que não aceitava a separação, e que na manhã de sábado foi até a casa de Maria de Fátima, onde ambos iniciaram uma discussão.
Tomado de um ódio incontrolavel, Jânio Silva se apoderou de uma faca e desferiu um corte profundo e certeiro no pescoço de Maria de Fátima, cortando a jugular da vitima que caiu ao solo. Em seguida o autor fugiu. Populares e vizinho levaram a vitima para o PSF (Posto de Saúde da Família) em frente à casa, onde funcionários do local chamaram o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Mas da chegada da equipe no local a vitima já estava em óbito.
A Central de Operações da Policia Militar (COPOM) enviou ao local varias viaturas, sendo que a primeira a chegar foi a equipe Tático Móvel comandada pelo sargento Luciano Rodrigues, cabo Jairo e soldado Israel, que ao fazerem contato no PSF foram informados do crime, quem era o autor, e que o mesmo teria fugido a pé sentido a Avenida Mariana, que fica paralelo a Rua Ouro Preto, local do crime.
Ao chegar na avenida os militares depararam com o autor correndo, sendo dada ordem de parada para abordagem, porém Jânio Silva, bastante agressivo, teria tentado agredir os militares que tiveram que usar de táticas de auto defesa para conter e algemar o autor.
Temendo represalia por parte da família e/ou moradores, devido a crueldade e covardia praticada contra a propria mulher que estaria grávida, os militares fizeram a prisão do autor e o retiraram rapidamente do local, seguindo para o pronto-socorro para receber atendimento médico provocado pela sua reação aos militares e também devido ao fato da suspeita de o mesmo ter feito a ingestão chumbinho – veneno de ratos – sendo que um frasco foi localizado em seu bolso.
No local do crime diversas pessoas e familiares foram para rua em frente ao PSF em busca de informações e ver o corpo de Maria de Fátima, até o secretario de saúde Alcides Escolástico compareceu ao PSF.
Em conversa com familiares, os PMs obtiveram a informação que constantemente Maria de Fátima era ameaçada pelo ex-marido, ressaltando ainda que ela estava grávida de três meses. Em 2011 Jânio Silva havia sido preso por agressão e que já teria desferido uma facada no rosto de Maria de Fátima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!