Estudante é assassinada em tentativa de assalto no bairro Cidade Nova

Uma estudante de 22 anos foi assassinada no bairro Cidade Nova, na região Nordeste da capital, nesta quarta-feira (23), durante uma tentativa de assalto. De acordo com os militares do 16º Batalhão da Polícia Militar, a jovem estava na rua Tabelião Ferreira Carvalho, em frente a casa do namorado dela, quando foi abordada no carro em que estava, um Fiat Uno de cor azul, por dois homens em um Stilo de cor prata. Segundo os militares, os homens atiraram contra ela e fugiram no Stilo em direção a avenida Cristiano Machado.
Os policiais não souberam informar se a jovem reagiu à abordagem da dupla e, por isso, o homem teria atirado. As primeiras informações dão conta de que tratava-se de uma tentativa de assalto, porém, o comandante de policiamento da capital, coronel Rogério Andrade, disse que não há confirmação do latrocínio - roubo seguido de morte. "Sei que foi um atentado contra a vida dela, a Polícia Civil é quem vai classificar se foi homicídio ou latrocínio", afirmou. O carro que a estudante dirigia não foi levado. O namorado dela informou aos policiais que um dos homens vestia bermuda, uma camiseta clara e boné. O Fiat Stilo dirigido pela dupla tinha uma marca de amassado na parte traseira, conforme relato do namorado da vítima.
A jovem foi atingida na nuca e foi socorrida para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. No hospital, ela chegou a dar entrada no bloco cirúrgico, mas não resistiu aos ferimentos. A jovem era estudante universitária de relações públicas, na faculdade Puc-Minas, e iria se formar no fim do ano. A estudante vivia com a avó paterna no bairro Serra.
O corpo passa por necrópsia no Instituto Médico Legal (IML) de  Belo Horizonte nesta manhã. Para tentar localizar os suspeitos, foi articulado um serviço tático com apoio das equipes do serviço de inteligência da Polícia Militar de Minas Gerais. Apesar de o crime ter sido cometido por duas pessoas, a polícia procura por seis suspeitos, que teriam envolvimentos indireto com o assalto. Porém, a PM não deu detalhes sobre os suspeitos, informando que algumas informações são sigilosas e que não seriam divulgadas por enquanto para não atrapalhar as investigações.
A ação está sendo conduzida pelo coronel Rogério Andrade, e pelo comandante do 16º BPM, tenente coronel Robson José de Queirós. Por meio de  nota, a Polícia Militar, pediu apoio da população caso tenha informações sobre esses suspeitos. As denúncias devem ser feitas através do número 181. A Polícia Civil vai investigar o crime. Um suspeito teria sido identificado pela PM, mas ninguém foi preso até o momento.
A família da jovem divulgou que o sepultamento será realizado no Cemitério do Bonfim nesta quinta (24). Os órgãos da estudante serão doados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!