Justiça concede liberdade condicional a Bruno

BELO HORIZONTE - O Tribunal de Justiça de Minas Gerais concedeu liberdade condicional ao goleiro Bruno Fernandes. O benefício é referente ao processo de cárcere privado e lesão corporal de Eliza Samúdio, julgado pela Justiça do Rio de Janeiro que o condenou a 4 anos e seis meses de prisão. Mas como o atleta também é condenado pela morte e desaparecimento de Eliza, ele só sairia da prisão se o pedido de habeas corpus referente a este crime fosse julgado pelo Supremo Tribunal Federal.

O juiz Wagner Cavalieri, da Vara de Execuções Criminais de Contagem, foi quem julgou o pedido de liberdade condicional, concedendo assim que o preso cumpra a pena em regime semiaberto. Como o goleiro também cumpre pena pelo mandado de prisão expedido pelo Tribunal do Júri em Contagem, na Grande BH, ele não pode sair da prisão.

Um comentário:

  1. tem que ficar preso mesmo..esse ai e atletas do crime..safado..temos que boicota-lo.a vida humana sera que tem menos valor do que esse ai que se diz ser atleta?temos que ser justo e nao apoiar esse safado.

    ResponderExcluir

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!