Mulher detida com drogas é flagrada no celular com o namorado que está preso na Nelson Hungria


Agentes penitenciários fizeram uma varredura na cela do detento e nada encontraram

Publicação: 21/07/2012 11:46 Atualização: 21/07/2012 12:42
A suspeita já era monitorada pelo serviço de inteligência da Polícia Militar (Polícia Militar/Divulgação)
A suspeita já era monitorada pelo serviço de inteligência da Polícia Militar
 
A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) vai apurar como um detento da Penitenciária Nelson Hungria conseguiu conversar com a namorada por celular na madrugada deste sábado. A ligação foi flagrada por militares que haviam acabado de prender a mulher com 17 quilos de drogas na rodoviária de São Francisco, na Região Norte de Minas Gerais. 

O serviço de inteligência da Polícia Militar já monitorava a suspeita, Ludmila Santos, de 20 anos. Nessa sexta-feira, a mulher foi para Belo Horizonte para pegar a droga. Quando chegou na rodoviária de São Francisco na manhã deste sábado foi surpreendida por militares, que já estavam à sua espera. “Dentro de uma mala da mulher encontramos 11 tabletes de maconha e um de crack, que contabiliza 17 quilos de drogas”, afirma o soldado Igor Rafael de Paula. 
A droga estava escondida em uma mala (Polícia Militar/Divulgação)
A droga estava escondida em uma mala
A mulher foi levada para a companhia da polícia militar para lavrar o boletim de ocorrência. Durante a espera, o celular da suspeita não parou de tocar. “Como havia a insistência da pessoa que ligava, deixamos ela atender para tentar levantar algum tipo de informação. Quando ela falou no telefone estava muito nervosa e foi ai que descobrimos que se tratava do namorado dela que está preso em Contagem”, explica o soldado. 

No outro lado da linha quem conversava com Ludmila era Diogo Andrade Ferreira, de 24 anos. Segundo a PM, o homem está preso depois de sequestrar e matar um engenheiro da Cemig em Pirapora, também no Norte de Minas Gerais. "Depois que o namorado foi preso, a mulher assumiu o tráfico de drogas na região", disse Igor de Paula

A suspeita foi presa em flagrante e encaminhada para a delegacia de de Januária, juntamente com o material apreendido. 

De acordo com a Seds, agentes penitenciários fizeram uma varredura na cela onde Diogo estava preso e nada foi encontrado. O detento ficará em uma cela isolada até que os fatos sejam apurados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!