últimas notícias [ASSINE SMS] [ASSINE RSS] Polícia prende doze suspeitos de abastecer o tráfico de drogas no Alto Paranaíba

Doze pessoas, entre elas duas mulheres, foram presas nesta terça-feira (10), por envolvimento com o tráfico de drogas. Segundo a Polícia Civil, o grupo é integrante de uma quadrilha que trazia drogas do Mato Grosso do Sul que possui ligação com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC) que age em São Paulo.
Segundo o delegado Regional de Patos de Minas, Elber Barra Cordeiro a droga servia para abastecer toda a região do Alto Paranaíba. “As investigações mostram que a facção controlava o repasse das drogas”, explica.
Na operação batizada de “Fronteira” foram apreendidos mais 700 kg de maconha, R$ 800 em dinheiro, seis carros utilizados no transporte dos entorpecentes, uma motocicleta e vários celulares.
Ainda durante as ações a polícia de Patos de Minas encontrou na manhã desta terça-feira (10) abandonado às margens da BR-161, um Voyage com placa de Paranaíba (Mato Grosso do Sul) com 279 kg de maconha.
As investigações começaram há oito mês e envolveu municípios que compõe a divisa entre Minas Gerais e Mato Grosso do Sul. Durante 21 dias, a polícia cumpriu oito mandados de prisão preventivas que foram cumpridos desde o último domingo (08) até a manhã desta terça-feira (10). As prisões foram realizadas em municípios de Minas e Mato Grosso do Sul.
De acordo com o delegado Elber Cordeiro, mesmo com fiscalização nas fronteiras entre os estados, o tráfico de drogas cresce entre os Estados. “Ainda temos deficiência nas fronteiras. Esse é o trabalho que estamos tentando combater”, disse.
Ainda segundo a polícia, a droga apreendida seria distribuída para as cidades de Uberlândia, Belo Horizonte, Patrocínio e Ituiutaba. Quatro suspeitos que estão presos em Mato Grosso do Sul devem ser transferidos para Minas Gerais ainda nesta semana.


Atualizada às 18h15

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!