Dois militares do Gate são presos por morte de suspeito de chacina


http://www.otempo.com.br/noticias/img/noticias/foto_27082012230715.jpgForam presos na noite desta segunda-feira (27) dois policiais do Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate) que participaram da morte de Rodrigo Luiz Marques Cerqueira, de 22 anos, que teriam disparado contra Cerqueira.

Segundo o tenente-coronel Marcelo Vladimir Correa, a prisão é rotineira, em casos com vítimas, e os militares agiram em legítima defesa. Agora, os militares ficarão a disposição da Justiça Militar até a conclusão das investigações. Enquanto isso, os policiais ficarão presos na sede do Gate realizando servisos administrativos.

Entenda o caso:

Quatro pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas, após dois homens fortemente armados invadirem o estabelecimento comercial e atirarem várias vezes contra um homem de 28 anos, que está entre os mortos. O alvo dos bandidos, que era foragido da Justiça, tinha passagem pela polícia por prática de homicídio.

Um dos criminosos, Rodrigo Luiz Marques Cerqueira, 22 anos, também morreu. O outro bandido conseguiu fugir com o auxílio de uma motocicleta. A dupla de criminosos chegou a atirar contra os policiais do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), que revidaram e mataram o homem de 22 anos. O jovem estava na garupa da motocicleta.

Momentos depois do crime, testemunhas informaram aos militares do 16º batalhão que a dupla estava armada com pistolas nove milímetros e que o crime pareceu ser um acerto de contas, já que o alvo foi diretamente procurado. Conforme investigações iniciais, o crime foi motivado por disputa de ponto de tráfico de drogas entre integrantes de gangues rivais.

Entre os feridos, um corre risco de morte. As vítimas estão internadas no Hospital Municipal Odilon Behrens e no Hospital Pronto Socorro João XXIII.

Uma susbmetralhadora espalhola de uso exclusivo das Forças Armadas foi apreendida.

Os corpos dos mortos foram encaminhados ao Instituto Médico Lega (IML) da capital mineira.

Conforme a PM, os mortos são Vitor Leonardo dos Santos Souza, 28, o alvo dos bandidos, Rodrigo Luiz Marques Cerqueira, de 22 e um dos criminosos, Mara Lúcia da Silva, 28, e Cézar Augusto dos Santos Brito, 22. Entre as vítimas que sobreviveram, está Heloá Alves de Oliveira, 22, Carlos Martins Dias, 29, Otávio Henrique Caldas, 29, e Kelly Pipper de Souza, 25.

Na hora do tiroteio, o restaurante, onde era realizado um show de pagode, estava lotado. O estabelecimento comporta até 300 pessoas e, conforme a vizinhança, é um ambiente muito familiar.
 
OTempo 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!