Insegurança Pública nos parques de Ipatinga

Parque Ipanema: Ladrões e transito irregular

REPORTAGEM DO JORNAL “VALE DO AÇO” TESTEMUNHA TENTATIVA DE ASSALTO A COMERCIANTE QUE FAZIA CAMINHADA NO PRINCIPAL CARTÃO POSTAL DE IPATINGA

Lairto Martins

ALÉM DOS CONSTANTES assaltos, frequentadores da área de lazer sofrem com o trânsito irregular de bicicletas, que fere lei municipal de 2004
IPATINGA – Considerado por todos como o principal cartão postal de Ipatinga e cada vez mais frequentado nestes tempos em que os médicos recomendam mais e mais a atividade física, o Parque Ipanema já não parece um local muito seguro para boa parte dos seus frequentadores. Os riscos oferecidos têm levado várias pessoas a desistirem de realizar caminhadas, se exercitarem ou mesmo passearem pelo espaço, localizado junto ao estádio Ipatingão. 


Alertada por e-mail sobre os problemas no local, a reportagem do jornal VALE DO AÇO foi verificar de perto a situação, na tarde desta quarta-feira (22), e acabou testemunhando uma tentativa de assalto, como já havia sido relatado por algumas vítimas. Enquanto fazia sua caminhada diária, a comerciante G. L., moradora do bairro Veneza I, foi atacada por quatro assaltantes que trafegavam irregularmente no local, usando bicicletas. “Desde quando cheguei para começar meus exercícios, logo vi que esse mesmo grupo, formado por jovens e adolescentes e que me assaltou posteriormente, estava me seguindo. De repente, vieram de bicicletas e, todos de bonés, tentaram levar meu cordão de ouro. Felizmente, não conseguiram, mas as marcas das unhas de um deles ficou no meu ombro”.

“Quando eles se aproximaram de mim – acrescentou a mulher – e não conseguiram levar meu cordão, o que tentou tirá-lo logo gritou para os outros comparsas, numa espécie de código: ‘Perdeu, perdeu...’ Só ouvi isso. Em seguida, eles tiraram os bonés e as camisas e fugiram. Chamei a polícia e, passados alguns minutos, desisti e fui embora caminhando e com muito medo. Gostaria que houvesse maior presença do policiamento no Parque Ipanema. Com certeza, essa foi a última vez que venho fazer caminhada aqui”, relatou a comerciante que, em novembro do ano passado, já havia sofrido outra tentativa de assalto enquanto caminhava no mesmo local, o que lhe valeu uma cicatriz a faca pouco abaixo do pescoço.

Morador do bairro Ferroviários e frequentador assíduo do local, o empresário Ruarinho Martins também critica a falta de segurança: “O Parque Ipanema se tornou um ponto de risco à vida, devido ao crescente número de assaltos. Os marginais se utilizam da escuridão e do uso de bicicletas em alta velocidade”, relatou. O caminhoneiro e morador do bairro Canaãzinho, Alair Doval, admite que, por medo, sempre encerra suas caminhadas antes do fim da tarde. “Nunca fui assaltado, mas tenho ouvido muitas reclamações de amigos meus que faziam caminhadas durante as noites e que já sofreram com a falta de segurança. Caminhar à noite no local, nem pensar. Sem contar que as bicicletas que circulam irregularmente no Parque atrapalham e muito as nossas atividades físicas”, reiterou.

Lei Municipal
O Projeto de Lei nº 09/03, de autoria do vereador Nardyello Rocha (PSD), restringe o trânsito de bicicletas nas pistas de caminhada do Parque Ipanema, no horário de 6h às 10h e 15h às 22h, de segunda a sexta-feira. Aos sábados, domingos e feriados, o horário é de 6h às 22h, sendo que, para bicicletas de aro 12, usadas por crianças na faixa etária de três a cinco anos, a circulação é liberada. A medida, que vigora desde 2004, visa evitar atropelamentos. Contudo, nenhuma fiscalização tem sido exercida nos últimos dias.

Polícia Militar e PMI
Procurada pela reportagem, a Assessoria de Comunicação do 14º Batalhão PM não tinha expediente na tarde desta quarta, segundo o atendente do Copom. Já a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Ipatinga (PMI) afirmou que, sobre a utilização de bicicletas nos horários de proibição, “a Administração Municipal enviará uma equipe técnica ao local para averiguar a situação e tomar as providências cabíveis”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!