Polícia, MP e Justiça discutem assaltos a postos de gasolina

Última semana registrou quase um roubo por dia; número já preocupa autoridades policiais
A forma como os bandidos atacam quase sempre é a mesma: utilizando uma motocicleta    (Foto: Monitoramento interno)

IPATINGA – Os assaltos a postos de combustíveis, crime que voltou a rondar o Vale do Aço, está na pauta da reunião desta terça-feira, dia 28, do Integração da Gestão em Segurança Pública (IGESP). O encontro, programado para começar às 9h da manhã, reunirá representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, Ministério Público e Judiciário. Dentre vários assuntos relacionados à segurança pública do Vale do Aço, o grupo irá discutir formas de inibir roubos contra os postos de gasolina. 
Após um período de trégua, bandidos voltaram a atacar os estabelecimentos. Somente dos dias 18 a 26 de agosto deste ano, foram sete roubos. Em um dos casos – ocorrido na semana passada -, um mesmo estabelecimento foi assaltado duas vezes em menos de 48 horas. A forma como os bandidos atacam quase sempre é a mesma: geralmente em dupla e em uma motocicleta, os ladrões entram no posto, o carona aponta o revólver para a vítima, pega o dinheiro e depois os assaltantes fogem. A ação é rápida.
O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel Francisco Assis, disse que já intensificou a atuação com o patrulhamento do Giro – policiais fortemente treinados para a captura de assaltantes. “Isso porque em 90% dos assaltos são utilizadas motocicletas. Então por isso nós colocamos mais motocicletas do Giro para fazer o patrulhamento, além do nosso serviço de inteligência, que tenta identificar os autores para que a prisão seja efetuada”, afirma o comandante. 

CÂMERAS
A maioria dos postos assaltados possui sistema de monitoramento interno equipado com câmeras. A ação dos bandidos é gravada, mas nem sempre com a nitidez necessária para identificar os autores. Mesmo assim, o comandante acrescenta que os equipamentos são fundamentais para inibir a modalidade criminosa. “Mesmo que as cenas não sejam tão nítidas, quando chegam a aparecer nos jornais, uma quadrilha que é contra a outra consegue identificar os marginais, mesmo de capacete e roupas escuras, e aí eles acabam denunciando”, considera o oficial. 
Áreas muito grandes, abertas, e às vezes muito próximas de rodovias, fazem com que os postos de combustíveis sejam alvos fáceis. Por isso, a orientação da Minaspetro é sempre a mesma: deixar pouco dinheiro em caixa, manter uma boa iluminação nos locais, câmeras de segurança e evitar o transporte inseguro de dinheiro. O comandante não descarta a possibilidade de os postos de combustíveis estarem sendo assaltados por bandidos antigos na modalidade. “A gente não pode falar com certeza, mas uma das explicações é que aqueles que no passado cometeram esses crimes, já cumpriram a condenação, estão soltos e voltaram a praticar esses roubos. É uma hipótese, não posso afirmar isso”, completa. 

MOTOCICLETAS
Outra ação da Polícia Militar para coibir qualquer tipo de assalto é a atenção redobrada para os roubos e furtos de motos, principalmente as modelos Tornado e Falcon. Quando esse tipo de crime ocorre, uma ordem é dada a todos os patrulheiros para redobrarem a atenção, no sentido de precaver possíveis assaltos. 

ÚLTIMA
Uma das últimas ocorrências desta natureza ocorreu na noite de domingo (26). De acordo com relato da PM, por volta de 23h, um indivíduo em uma moto entrou em um posto localizado na avenida Monteiro Lobato, no bairro Cidade Nobre. De capacete vermelho e calça jeans, o homem parou a moto, levantou a camisa mostrando a coronha de uma arma de fogo e anunciou o assalto. 
Ainda conforme relatório da polícia, o frentista disse que o bandido ainda ameaçou atirar e imediatamente entregou-lhe R$ 60 em dinheiro. O ladrão fugiu em direção ao bairro Esperança.


Segundo a PM, um ladrão em uma moto assaltou
um posto no bairro Cidade Nobre no fim de semana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!