Repúdio de um militar ao Dep. Sgt Rodrigues



Ao ler sobre o pronunciamento do Excelentíssimo Dep. Sargento Rodrigues em seu site pessoal, pude ver que o quão inoportuno está a visão deste legislador para com o projeto a ser enviado ao governador em relação a promoção dos Cabos e Soldados de nossa Bicentenária PMMG. Mas não era somente ele, pois estavam com ele os presidentes das entidade de classe, CSCS, ASPRA, AOPM, COPM e UMMG e também o Comandante Geral que elaboraram um projeto para enviar para o nosso Governador Anastasia. O mais incrível é que estavam os Presidentes do CSCS e ASPRA que defendem a classe CB e SD, mas o mais revoltante é o presidente do CSCS que é o SENHOR responsável pela defesa dos interesses dos CABOS E SOLDADOS não ser contra nenhum tipo de reforma no sentido de melhorar a promoção de CB e SD. Quero dissertar sobre alguns pontos da nota de esclarecimento. Vejamos.
A) "É preciso esclarecer que, desde de 2008, estamos trabalhando para fazer a correção do modelo das promoções dessas graduações e postos, em face dos problemas gerados com o advento da Lei Complementar 95/2007". SGT RODRIGUES
Sabemos nós eleitores do célere andamento sobre a elaboração de um projeto de lei para beneficiar uma classe, mas senhor Deputado, levar 4 anos para fazer "correções na lei" é um tempo muito extenso.
B) "Em relação aos questionamentos de alguns cabos e soldados, que alegam não terem sido contemplados nesse projeto, esclareço que não há razão para INSATISFAÇÕES. Não haveria como contemplá-los, uma vez que o objetivo desta proposta é corrigir as distorções existentes nas promoções dos 1º Sargentos e dos Majores."  SGT RODRIGUES
Colendo Deputado, com esse projeto a ser enviado ao Governador, pois compete a ele enviar essa proposta de lei à ALMG tem-se a total e geral sensação de desmotivação da tropa na parte que toca aos CABOS e SOLDADOS, à qual cabe apenas suportar a pesadíssima carga da segurança pública, desaguando nesta e na população o resultado de todas as injustiças produzidas por esse sistema injusto, pois assim, no âmbito pessoal temos um indivíduo frustrado, pois o atual sistema lhe tolhe todas as perspectivas de realização e crescimento profissional, causando-lhe enorme angústia e incerteza que somadas à impotência diante de tantas injustiças lhe afligem inúmeros males no corpo e na alma, especialmente em época de promoções. Por consequência, toda essa gama de aflições transpassa o indivíduo, atingindo também à sua família, gerando desajuste e sofrimento no seio familiar. Finalmente, na esfera social, temos um cidadão descrente na sociedade e em suas instituições, além do dilacerante dilema moral de se questionar a cada dia se, no mundo de hoje, vale a pena ser honesto e probo.
C) "É preciso reavivar a memória dos mais novos, pois levamos 229 anos, desde a criação da PMMG, para conseguirmos as promoções de soldados e cabos por critério de antiguidade. Antes, tínhamos soldados que passavam trinta anos de serviço sem serem promovidos."
Senhor Deputado, não quero levar a crer que com essa fala vossa excelência quer que os CABOS E SOLDADOS esperem mais 229 anos para que seja revisto a situação de promoção dos mesmo. Seria um tanto quanto injusto e surreal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!