Neto espanca a avó até a morte


Suspeito teria agredido idosa para tentar obrigá-la a lhe dar dinheiro para pagar dívidas de drogas com traficantes de Uberaba; jovem, que seria esquizofrênico, fugiu e está sendo procurado
Publicado no Super Notícia em 29/11/2012

FOTO: FERNANDA BORGES/JORNAL DA MANHÃ
Corpo da vítima foi encontrado por dupla de pintores que prestava serviço na casa
Uma idosa de 79 anos foi encontrada morta, em casa, no início da manhã de ontem, em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Segundo a Polícia Militar (PM), o principal suspeito de espancar a mulher até a morte é um neto dela. O motivo seria uma briga por dinheiro, já que o jovem estaria precisando pagar dívidas com traficantes da cidade.

De acordo com a PM, o corpo de Teresa Rodrigues Nascimento foi localizado por dois pintores que estavam trabalhando na residência há cerca de 15 dias. Eles entraram na casa depois que a filha da idosa pediu ajuda para tentar socorrer a mãe, que, até então, estaria viva, mas muito machucada. "A filha dela pediu para a gente socorrer, porque a mãe dela estava praticamente morta", declarou o pintor Rogério Augusto à imprensa local.

A Polícia Militar informou que Teresa apresentava muitos ferimentos, principalmente no rosto. A violência deixou os moradores do bairro São Bento assustados.

A mãe do suspeito das agressões, Gustavo Adolfo Nascimento, de 26 anos, afirmou que não passou a noite na casa porque o filho trancou a porta e ela não conseguiu entrar. Além disso, Ana Lúcia Nascimento contou que essa não foi a primeira vez em que o jovem bateu na avó.

Drogas
A família teria informado aos policiais que o suspeito sofre de esquizofrenia, mas os militares não descartam a hipótese de que o jovem tenha tentado extorquir dinheiro da idosa e que ele tenha reagido com violência depois de Teresa não ceder à exigência do neto. Conforme a PM, o rapaz seria viciado em drogas e tinha passagem pela polícia por uso de entorpecentes.

Depois do crime, Gustavo Nascimento teria fugido. Durante todo o dia, policiais militares fizeram buscas para tentar encontrar o suspeito, mas, até o início da noite de ontem, ele continuava foragido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!