Atacante do Cruzeiro que atropelou e matou ciclista deve prestar depoimento


A versão do atacante do Cruzeiro Anselmo Ramon, de 24 anos, sobre o acidente que terminou com o atropelamento de dois ciclistas e a morte de um deles neste sábado (8), deve ser conhecida nesta segunda-feira (10).
Isso porque o atacante deve comparecer à delegacia da cidade de Camaçari, na região metropolitana de Salvador, para prestar depoimento sobre o caso. Ele não foi ouvido neste domingo (9), pois o delegado que iniciou a ocorrência, Carlos Portela, encerrou o plantão às 8h.
Quem deve ser o responsável por ouvir o jogador é o delegado titular da 18ª delegacia, que fica no centro da cidade, João Rodrigo Uzzum.
Uma das teses para o que pode ter motivado o acidente é o cansaço. Uma pessoa que se identificou como advogado do jogador teria entrado em contato com o delegado Portela pouco antes do fim de seu plantão e dito que o Ramon estava cansado e teria dormido ao volante após viajar muitas horas seguidas. A informação, entretanto, não foi confirmada pela equipe de investigadores da delegacia.
Alta
Anselmo Ramon teve alta do hospital onde recebeu cuidados médicos após o acidente, em Candeias, na região metropolitana de Salvador, ainda na noite deste sábado (8), bem como a outra vítima, um homem de aproximadamente 48 anos de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!