Pela primeira vez em BH, mulher é promovida a major do Exército

O Exército Brasileiro promoveu, nesta quinta-feira (27), a primeira major mulher do Exército em Belo Horizonte. A partir de hoje, Ana Mara Paulette Nepomuceno de Freitas passa a exibir um distintivo com três estrelas, uma delas “gemada”, com bordados especiais, indicando a mais nova patente.
A conquista ainda é para poucos. Só em 2008 o Brasil teve a primeira mulher com a patente de major. As mulheres, aliás, só foram aceitas no Exército em 1992, numa turma que é conhecida como “turma Maria Quitéria”. Até hoje são minoria no sistema de defesa brasileiro. Entre os 358 militares do Colégio Militar de Belo Horizonte, onde trabalha a major Ana Mara, há apenas 30 mulheres, entre tenentes e capitães (que também possuem distintivos com uma a três estrelas, mas nenhuma “gemada”, a que só os majores, tenentes-coronéis e coronéis fazem jus).
A promoção culmina 15 anos de carreira militar de Ana Mara e só pôde ser adquirida porque, além de ter um tempo mínimo de trabalho, a major também passou em todas as avaliações de desempenho profissional, teste físico e de tiro.
 
 
 
Major Ana Mara descobriu concurso para trabalhar no Colégio Militar aos 25 anos e ingressou no Exército aos 27, realizando um sonho de criança.

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2012/12/pela-primeira-vez-em-bh-mulher-e-promovida-major-do-exercito.html



 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!