Redução na conta de luz será 'como anunciei', diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff fez neste domingo (23) um "chamamento" aos empresários para que mantenham a confiança no Brasil, disse que o seu governo respeita contratos e garantiu a redução da tarifa de energia elétrica no início de 2013. No pronunciamento de fim de ano, transmitido em rede nacional de rádio e TV, Dilma também se definiu como "uma otimista" e afirmou que o País está no "rumo certo".

Na mensagem de 11 minutos, a presidente lembrou que fez acordo com "a maioria das concessionárias" para a diminuição da conta de luz, sem citar a queda-de-braço com o PSDB. "O corte será o que anunciei", garantiu. Em setembro, Dilma disse que o gasto com energia cairia, em média, 20,2%, mas as concessionárias de Minas Gerais, São Paulo e Paraná - Estados comandados pelo PSDB - recusaram-se a baixar o preço e alegaram que ela fazia "cortesia com chapéu alheio".

A partir daí, travou-se uma queda de braço entre Dilma e os tucanos, principalmente com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), possível adversário da presidente na disputa eleitoral de 2014. Depois de afirmar, em solenidade, que havia "insensibilidade" de alguns políticos em relação à medida, Dilma anunciou que o Tesouro Nacional cobriria a diferença para que o preço da energia ficasse mais barato.

No pronunciamento que foi ao ar, a presidente reiterou o compromisso. "Isso significa que, no início de 2013, a sua conta de luz e a das empresas vão ficar menores", insistiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!