Vale do aço vive insegurança

VITOR SILVA RECEBEU SETE TIROS NO TÓRAX, DOIS NO BRAÇO ESQUERDO, DOIS NO BRAÇO DIREITO E DOIS NO OMBRO. A POLÍCIA SEGUE TENTANDO IDENTIFICAR OS AUTORES 

Reprodução 

Vitor Henrique Silva, 19
IPATINGA – O jovem Vitor Henrique Silva, 19, foi assassinado na noite de sexta-feira (30) com 13 tiros, recebidos na Avenida Londrina, próximo ao Viaduto Dr. Ronaldo de Souza, que interliga os bairros Veneza e Caravelas, em Ipatinga.
 
Policiais compareceram ao local e, diante de uma grande aglomeração de pessoas, foram informados de que a unidade do SAMU já havia socorrido a vítima minutos antes. Após dar entrada no hospital, Vitor não resistiu aos ferimentos e morreu.

Os militares isolaram o local do crime, onde havia uma poça de sangue. Logo depois, o perito Gilmar Miranda realizou os trabalhos de praxe. Testemunhas, que não sabiam dar mais informações a respeito da execução, se limitaram a dizer que apenas ouviram os disparos de arma de fogo. 

A PM compareceu ao Hospital Municipal de Ipatinga, para onde foi levado o corpo da vítima, e constatou que Vitor Silva recebeu sete tiros no tórax, dois no braço esquerdo, dois no braço direito e dois no ombro. Por meio de rastreamento e buscas, a Polícia segue tentando identificar e localizar os autores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!