Justiça decreta prisão de 6 PMs suspeitos de participar de chacina


A Justiça decretou nesta quinta-feira (24) a prisão temporária de seis policiais militares suspeitos de participar da primeira chacina deste ano em São Paulo. A chacina ocorreu em 4 de janeiro. Sete pessoas morreram e duas ficaram feridas no bairro do Campo Limpo, na Zona Sul de São Paulo. Entre os mortos, está o DJ Lah.
Os cinco homens e uma mulher já cumpriam prisão administrativa por determinação da Corregedoria. Segundo a investigação, a perícia comprovou que três cápsulas encontradas no local do crime pertencem às armas de policiais militares do 37º Batalhão da PM, que cuida da região onde aconteceu o crime.
O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) também descobriu que um dos policiais suspeitos forjou um boletim de ocorrência onde dizia que a arma dele, usada no crime, havia sumido.

Para ler mais notícias do G1 São Paulo, clique em g1.globo.com/sp. Siga também o G1 São Paulo no Twitter e por RSS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!