“Manga Rosa” um dos maiores criminosos de Ipatinga é preso




Rogério Matias de Jesus, 31, o “Manga Rosa”, foi preso após roubar motocicleta no fim do ano
IPATINGA – A Polícia prendeu no início do ano um dos maiores criminosos de Ipatinga. Trata-se de Rogério Matias de Jesus, 31, popularmente conhecido como “Manga Rosa”. Ele foi detido após roubar uma motocicleta no último dia 30, quando rendeu um mototaxista durante uma corrida do Shopping do Vale do Aço até o bairro Limoeiro. O delegado Vinícius Ferreira ratificou o flagrante do acusado e o encaminhou ao Ceresp. A pena prevista por assalto à mão armada é de cinco anos e quatro meses de detenção.

Na ocasião, ao chegar na Rua Jabuticabas, “Manga Rosa” determinou que a vítima seguisse para a Rua Amoras, também no Limoeiro. Nesse momento, o suspeito sacou uma arma de fogo e anunciou que se tratava de um assalto, dizendo: “E aí, vou ter que pagar a corrida?”. Logo depois, a vítima correu em direção a uma residência, onde pediu socorro.

Por meio de informações da população, consideradas pela Polícia como primordiais, e do trabalho do Cabo Adriano, do Serviço de Inteligência da PM, “Manga Rosa” foi localizado e detido quando utilizava a moto roubada, próximo à sua residência, na Rua Cacau, localizada no Limoeiro.

Histórico de crimes


“Manga Rosa” é acusado de tentar matar Reginaldo Alves Cateano, o “Reizinho”, no último dia 29
Acusado de praticar dois homicídios e de tentar matar uma outra pessoa em Ipatinga, o criminoso já era procurado pelos policiais. No último dia 29, em seu bairro, ele entrou em luta corporal com Reginaldo Alves Cateano, 26, conhecido como “Reizinho”, que, em seguida, foi atingido na cabeça por um disparo de arma de fogo possivelmente efetuado por “Manga Rosa”. No entanto, a vítima deu entrada ao Hospital Municipal de Ipatinga (HMI), após ter sido socorrida por populares, e sobreviveu. A Polícia apurou que “Reizinho” possui um mandado de prisão em seu desfavor.

Já na madrugada do dia 9 de setembro do ano passado, Valdeci Ferreira Carneiro, 45, foi encontrado morto dentro de sua própria residência, na Avenida José Anatólio Barbosa, no Limoeiro.

Na época, o perito Hebert De Mingo constatou vários golpes provenientes de machadinha no crânio e no corpo da vítima. “Manga Rosa” é suspeito de ter assassinado Valdeci, que, segundo populares, era usuário de entorpecentes e teria morrido por conta do não pagamento de uma dívida de drogas.

No dia 12 de outubro de 2012, a auxiliar de serviços gerais, Maria de Fátima Valadares, 47, foi esfaqueada e apedrejada até a morte na Rua Castanheiras, bairro Limoeiro. Sua cabeça ficou coberta de sangue.

“Manga Rosa”, que chegou a ter um relacionamento amoroso com a vítima, também pode ter praticado esse crime. Maria de Fátima, então usuária de drogas, havia colocado fim à relação. Ela teria ameaçado denunciar o suspeito à Polícia pela morte de Valdeci no mês anterior. “Manga Rosa” seria o acusado de assassiná-la, temendo possivelmente as represálias feitas pela mulher.



O criminoso também é suspeito de assassinar, em outubro, Maria de Fátima Valadares, com quem teve relacionamento amoroso
Segundo populares que presenciaram a morte de Maria de Fátima, ela suplicava por socorro após ser esfaqueada e apedrejada. Os moradores então não tiveram coragem sequer de acionar a Polícia, em razão de estarem sempre amedrontados e aterrorizados por “Manga Rosa” e alguns de seus familiares igualmente envolvidos com crimes.

Suspeito de arrombar posto policial
Ainda no ano passado, o posto da PM no bairro Limoeiro foi arrombado e furtado. Na ocasião, vários objetos foram levados, entre eles, computadores, monitores e impressoras. Militares acusam “Manga Rosa” de ter participação na ação criminosa.

Envolvimento com drogas
Irmão de Richelle Gomes Alves Soares, 19, preso por tráfico de drogas no último dia 21 de dezembro, Rogério Matias de Jesus inicialmente era, segundo a PM, traficante no bairro Bom Jardim.

Usuário de entorpecentes, “Manga Rosa” mudou-se com seus familiares para o Limoeiro, onde estaria trabalhando para os líderes do tráfico na prática de crimes, em troca de drogas.
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!