Pastor é preso acusado de estupro em Lagoa Santa

Um pastor da Igreja Pentecostal, em Lagoa Santa, na Grande BH, foi preso por suspeita de aliciar e tentar estuprar duas irmãs e uma prima. Rúben Júlio de Barros, de 50 anos, foi denunciado pelas próprias vítimas, que moram no mesmo lote, no bairro Vila Santa Helena. De acordo com a Polícia Militar, a denúncia foi feita por volta de 20h39 dessa segunda-feira (28) e o pastor detido poucas horas depois.
Segundo relatos da vítima mais velha à polícia, Marciana Dalila Santos, de 18 anos, o acusado administra uma igreja no bairro Campinho e, por ter muita amizade com a mãe dela e de outra vítima, E.V.O, 16, frequenta a casa delas quase que diariamente. A jovem afirmou aos policiais que, há muito tempo, Rúben Júlio faz propostas sexuais para ela por meio de ligações telefônicas, em que o pastor conta intimidades sobre as relações sexuais que tem com a sua esposa. Conforme depoimento da jovem, o religioso teria até oferecido pagar a carteira de habilitação e comprar um carro para a Marciana Dalila, caso ela aceitasse transar com ele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!