PC encontra pepitas de ouro




O ouro de pulseiras e cordões, roubados no Vale do Aço, tem sido derretido e guardado em forma de pepitas
 
TIMOTEO- Na semana passada, a PC deflagrou a Operação Cachoeira, cumprindo 30 mandados, 21 de Busca e Apreensão e nove de Prisão. Um dos investigados, Rafael Lagares, teve um cofre apreendido em sua casa. Ele é investigado por tráfico. Após abrir o cofre, a PC se deparou com ouro. Mas não ouro comum, em joias, e sim ouro em pepitas.

Segundos os policiais, o ouro é guardado desta forma para esconder a real fonte. A PC não descarta que este ouro seja produto de crime, e anteriormente fossem vários cordões, brincos e pulseiras furtados em todo o Vale do Aço, e trocado em bocas por drogas. A PC, investigando o caso, descobriu que os traficantes não estão mais aceitando eletroeletrônicos em troca por drogas, devido a facilidade de rastreamento e reconhecimento por parte das vítimas, ficando em constante estado de flagrante. Eles querem ouro, que pode ser transformado em outros produtos, descaracterizando o conhecimento do produto anterior.
A Operação Cachoeira segue investigando o tráfico de drogas na região, e a ligação de joalherias na transformação desses produtos. Rafael Lagares já havia sido preso em 30 de abril de 2009, com cerca de quatro quilos de pasta base de cocaína pronta para o consumo, 60 caixas de medicamentos usados no tratamento de pressão alta, um carimbo médico, folhas em branco de atestado e receituário assinadas, um veículo GM Kadett, além de cinco quilos de ácido bórico, um litro de acetona, munições calibre .38, uma balança de precisão e dois radiocomunicadores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!