Policial civil é suspeito de matar pedreiro em briga de família em festa de réveillon



pedreiroHomem foi socorrer o filho e acabou baleado por policial.

Um policial civil é suspeito de matar um pedreiro de 54 anos ao tentar conter uma briga de família no bairro Jardim Teresópolis, em Betim, na Grande BH, durante uma festa de réveillon na madrugada desta terça-feira (1).
A confusão começou na casa do filho da vítima, Ludéli André Ferreira, de 31 anos, que brigava com a esposa, Elisângela Aparecida de Oliveira, de 45. A mulher contou que o marido chegou bêbado, quebrou objetos da casa e a agrediu. Eisângela ligou para um policial civil, um amigo que trabalha em uma delegacia ao lado de seu imóvel.
Após discutir com Ferreira por telefone, o investigador esteve na casa armado com uma pistola e acompanhado de outro homem. O marido alega que foi jogado no chão e espancado pelo policial, que em seguida, foi embora.
O pai de Ferreira, Manoel André Ferreira, ouviu os gritos do filho e correu para o imóvel, onde encontrou o investigador saindo. Testemunhas disseram que a vítima foi pedir esclareimcnetos sobre a violência. No estacionamento da delegacia, o pedreiro foi baleado três vezes. Outro filho da vítima disse que o policial se negou a socorrer seu pai, que morreu durante atendimento médico.
A Polícia Militar informou que o registro da ocorrência ficou a cargo da Polícia Civil. O suspeito não foi encontrado até o momento.

http://noticias.r7.com/minas-gerais/noticias/policial-civil-e-suspeito-de-matar-pedreiro-em-briga-de-familia-em-festa-de-reveillon-20130101.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!