R$ 800 milhões com multas de trânsito em 2012

A Prefeitura de São Paulo arrecadou R$ 1.520 em cada segundo do ano passado com multas de trânsito. Foram cerca de R$ 799 milhões ao longo do ano passado inteiro - equivalente ao orçamento de uma cidade pequena, como Mauá, na Grande São Paulo.
O valor é 7% maior do que o arrecadado em 2011 (foram R$ 747 milhões, R$ 52 milhões a menos). A frota de veículos da capital cresceu cerca de 2% no período.
O destaque é que houve queda nas infrações de desrespeito ao rodízio municipal de veículos e de excesso de velocidade - as multas que o paulistano mais recebe. Em 2011, foram 2,6 milhões de multas por causa do rodízio, enquanto no ano passado foram 2,1 milhões. No caso do excesso de velocidade, foram 130 mil multas a menos no ano passado: 3,2 milhões de infrações registradas.
Leia mais notícias de São Paulo
Políticas adotadas pela gestão Gilberto Kassab (PSD) entre 2006 e 2012, especialmente a instalação de 600 radares eletrônicos, fizeram o total de multas aplicadas na capital crescer 149% entre 2006 e 2012 (foram, ao todo, 9,9 milhões de multas aplicadas em 2012, contra 3,9 milhões em 2006).
Nesse mesmo período a frota da cidade cresceu 36%, de 4,9 milhões para 6,7 milhões de veículos, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
O número de pessoas mortas no trânsito, por outro lado caiu apenas 2,9%: de 1.407 em 2006 para 1365 em 2011 (dado mais recente). Uma das principais justificativas para o aumento da fiscalização é a redução das mortes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!