Cavalaria auxilia na prevenção de crimes e combate conflitos em grande eventos em BH


Um policiamento destinado à manutenção da ordem. Essa é uma das funções desempenhadas pelo Regimento de Cavalaria Alferes Tiradentes (CERCAT) da Polícia Militar de Minas Gerais. Requisitada em grandes eventos, os oficiais são responsáveis por atividades que vão desde a guarda do Governo do Estado até ao combate a criminalidade. Tudo isso com o auxílio de cavalos.
Jogos de futebol, shows e manifestações populares são alguns dos exemplos de atuação da cavalaria. “Somos o último recurso utilizado para a manutenção da ordem. Hoje, nosso trabalho é principalmente na prevenção de criminalidade”, conta o coordenador de policiamento montado, tenente Frederico Arruda.
A raça Brasileiro de Hipismo é um forte aliado para o combate a desordem principalmente em casos de aglomerações. Elegante e ao mesmo tempo imponente, o animal chega a ter altura superior a 1,65m, perímetro torácico de 1,90m e perímetro de canela de 21 cm. “O cavalo exerce um poder psicológico muito grande sobre as pessoas. O conjunto animal e homem facilitam que essa imponência seja receptível de forma rápida e que o momento de conflito seja resolvido de forma eficaz”, explicou o tenente Frederico Arruda.
Dócil, ágil e de fácil adestramento, a raça é utilizada na maioria dos regimentos militares do país. “Ela (raça) apresenta melhor mobilidade e facilita a atuação em terrenos inacessíveis a outros militares. Além isso, o porte do animal causa um efeito psicológico muito grande”, explica o subcomandante, major Willian Reimer.
Crédito: João Miranda / OTEMPO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!