Família de jovem morto acusa polícia


A família de um rapaz morto na madrugada desta terça-feira (12) em Ramos, no Subúrbio do Rio, acusa policiais militares de terem executado o jovem e  jogado seu corpo em um valão. 
Segundo a família, o técnico de computação Jefferson da Costa, de 22 anos, voltava de um desfile de blocos em Bonsucesso, bairro vizinho, quando houve um assalto e, sem identificar quem de fato havia praticado o crime, policiais teriam começado a perseguir os rapazes que estavam na rua.
A PM nega a execução e afirma que Jefferson foi baleado quando participava de uma tentativa de assalto a um agente penitenciário.
Um menor de 17 anos – detido no local onde Jefferson foi morto  – afirmou em depoimento à polícia que não conhecia o jovem, como mostrou o RJTV. Segundo a Polícia Civil, a afirmação do menor, de que não conhecia Jefferson, reforça a hipótese de que o jovem morto não teria participado do assalto. A Divisão de Homicídios investiga o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!