PM IPATINGA SOB NOVO COMANDO

IPATINGA – Dezenas de policiais militares, autoridades locais, representantes da Polícia Civil e convidados compareceram à solenidade de passagem conjunta de comando da 12ª Região de Polícia Militar e do 14º Batalhão de Polícia Militar.
O evento foi realizado na manhã de sexta-feira (8) na sede do 14º Batalhão, na rua Gaivotas, bairro Vila Celeste. Diversas homenagens marcaram o evento. O coronel Geraldo Henrique Guimarães da Silva repassou o comando da 12ª Região da PM para o coronel Jordão Bueno Júnior. E o tenente-coronel Francisco de Assis Oliveira, para o tenente-coronel Edvânio Rosa Carneiro o comando do 14º BPM. O chefe de Estado Maior da PM, coronel Márcio Santana, também participou da solenidade.
O coronel PM Geraldo Henrique Guimarães se despediu com agradecimentos ao Vale do Aço pela acolhida em seus quatro anos à frente do 12ª Região de Polícia Militar. “Procurei trabalhar de uma maneira discreta, séria e correta sempre apoiei aqueles que precisavam. Estou com o sentimento de dever cumprido, de ter feito o meu trabalho”, declarou.
Ainda conforme o coronel, a maior dificuldade enfrentada por ele nestes anos, e não resolvida, foi colocar o Centro de Internação para Adolescentes (CIA) para funcionar. “Quando aqui cheguei já me deparei com um índice preocupante de adolescentes infratores envolvidos na criminalidade e identificamos o grande gargalo que é a falta do CIA. Conseguimos um terreno, mas infelizmente não foi possível terminar este projeto que é de primeiríssima necessidade para o Vale do Aço”, defendeu.
Sobre o CIA, o comandante geral da PM em Minas Gerais, coronel Márcio Santana destacou que é recorrente a incidência criminal praticada por adolescentes. “A gente entende que é de grande importância a construção do CIA aqui no Vale do Aço. Tem questões orçamentárias e financeiras que precisam ser ajustadas e espero que a Secretaria de Estado de Defesa Social consiga resolver o mais rápido possível”, pontuou.
O coronel Jordão Bueno Júnior enfatizou que uma das prioridades à frente da 12ª Região da Polícia Militar será a busca pela implantação do CIA no Vale do Aço. “É uma região desafiadora com índices criminais muito altos e precisamos de muito apoio das autoridades na integração entre os Órgãos de Defesa Social e a comunidade para que a gente possa reduzir estes índices. A presença do adolescente no crime é bem marcante e precisamos atender melhor estes adolescentes, não só para evitar que cometam crimes, mas evitar que seja vítima de crimes”, destacou.
O tenente-coronel Francisco de Assis Oliveira deixou o comando do 14º Batalhão de Polícia Militar e assumirá o cargo de chefe do Estado-Maior da 6ª Região da Polícia Militar, sediada no município de Lavras. “O sentimento é dever cumprido. Quando aqui cheguei o meu compromisso era de dedicar integralmente todos os esforços possíveis para reduzir a criminalidade e passar segurança aos cidadãos. Dediquei-me, trabalhei ao máximo e procurei todas as alternativas para tentar conseguir manter sob controle e em níveis aceitáveis a criminalidade no Vale do Aço”, ressaltou.
Comandante iniciou carreira na região
O novo comandante do 14º Batalhão, tenente coronel Edvânio Carneiro, contou como iniciou a sua carreira na Polícia Militar. “Eu cheguei aqui em outubro de 1991 na condição de aspirante oficial e passei quase 20 anos da minha vida profissional. Voltar como comandante desta unidade me dá um prazer e uma satisfação muito especial e isto aumenta a minha responsabilidade de trabalhar e melhorar a questão da segurança pública”, afirmou.
Sobre os elevados índices de crimes violentos no Vale do Aço, o novo comandante que acaba de chegar do 26º BPM em Itabira, destacou que já fez uma análise prévia da situação e possui algumas estratégias para enfrentar a situação instalada. “É importante discutir isto com a minha equipe de trabalho e a comunidade. Pode ter certeza que faremos todos os esforços para que possamos, não somente reduzir os números, mas também conciliar com a sensação de segurança com a redução do medo por parte do cidadão”, relatou.
O tenente coronel Edvânio assegurou que um trabalho de parceria será desenvolvido com a comunidade na busca de soluções para os problemas voltados para a segurança pública. “Vamos precisar da comunidade, dos Órgãos de Defesa Social, da Polícia Civil, Ministério Público, e vamos buscar um relacionamento aberto e franco com a imprensa. Se houver, por parte das pessoas, essa proximidade com a polícia, eu acho que quem ganha é a própria comunidade. Trabalharei com aquilo que eu tiver de melhor para propiciar uma qualidade de vida melhor para as pessoas no tocante a segurança pública”, concluiu.
Coronel acompanha troca no 14º BPM
O coronel Santana destacou que a troca de comando é uma rotina dentro da Polícia Militar. Questionado sobre a criação do Batalhão da PM em Coronel Fabriciano, o coronel afirmou que vai ser feito em um curto espaço de tempo sem, no entanto, mencionar datas.
“Ainda não foi assinado nenhum ato para a implantação deste batalhão. Existe um processo burocrático que não demanda muito tempo, o que é mais complicado é fornecer a estrutura logística e fazer o ajuste de pessoal, isto está sendo providenciado e em um curto espaço de tempo anunciaremos a criação deste batalhão”, reiterou.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!