Petição para impeachment de Renan Calheiros está perto da meta


A campanha promovida na internet para pedir o impeachment (perda do cargo) de Renan Calheiros (PMDB-AL) da presidência do Senado está bem perto de alcançar sua meta. O abaixo-assinado, que precisa recolher Um milhão 360 mil assinaturas para ser levado ao Congresso Nacional, já ultrapassou, até a tarde deste sábado (9), a marca de Um milhão 255 mil adesões.

Renan Calheiros foi eleito para o posto, por 56 votos a 18, no dia primeiro de fevereiro. Na posse, ele foi recebido por vaia e cartazes de protestos em Brasília. Na web, vários movimentos pediam que fosse escolhido um político "Ficha limpa" para o cargo. Entretanto, a "voz" dos internautas não foi ouvida.

Nas comemorações de Carnaval pelo país, várias pessoas aproveitaram a festa para reafirmar a rejeição por Calheiros.

Abaixo-assinado

A petição na web foi criada Emiliano Magalhães. Na página, ele destaca que se o número de adesões for alcançado, a petição irá "causar um rebuliço na mídia, desafiar as restrições desta Iniciativa popular e exigir a revogação do presidente do Senado, Renan Calheiros".

De acordo com a legislação em vigor no país, os projetos de iniciativa popular precisam de um número mínimo de assinatura (1% do eleitorado) para serem aceitos pelo Congresso Nacional.

Caso a marca seja alcançada, a proposta poderá ser levada à Brasília para  que os parlamentares votem a favor ou contra o impeachment.

Para acompanhar o andamento da petição e/ou assinar, clique AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!