PM frustra assalto à joalheria um dia antes


IPATINGA – Um possível assalto a uma joalheria nesta quarta (30), foi impedido na noite da última terça (29), quando a PM abordou um jovem e um menor em atitude suspeita no Bom Retiro. Se a PM não tivesse intervido, eles teriam, minutos depois, furtado uma moto, que seria usada no assalto a uma joalheria. Seguindo o rastro da arma que eles usavam, a polícia chegou a outros dois suspeitos de envolvimento no crime.
Durante uma operação de uma equipe chefiada pelo Tenente Afonso, a PM abordou Diego Nascimento Gonçalves (18) e um menor na Avenida Pero Vaz de Caminha, no Bairro Bom Retiro, próximo ao Campo do Jabaquara. Os dois estavam andando em atitude suspeita, e durante a abordagem da PM, Diego tentou levar a mão à cintura e jogou um objeto em um arbusto próximo. O objeto era uma arma, um revólver calibre .38 com seis cartuchos intactos.
Eles teriam confessado para os policiais os ‘planos’ para a noite: roubariam uma moto. Com a moto, eles tentariam roubar uma joalheria, ou no centro de Ipatinga ou no Bairro Horto, eles ainda não tinham se decidido, nesta quarta. O ‘fruto’ da ação seria repartido entre os dois Kayron Gomes (23), proprietario de uma loja de motos e que lhes havia fornecido a arma.
A PM foi ao local da oficina, quando Kayron revelou que a arma pertencia a seu pai, Vanduir de Souza (55), que alegou ter adquirido de terceiros há um tempo.
Diego e o menor estão envolvidos em vários roubos, com vítimas sendo principalmente mulheres.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!