Retorno do goleiro Bruno aos gramados agora depende do STF


Foi adiado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) o julgamento do habeas corpus que solicitava a substituição de regime de prisão do goleiro Bruno, que passaria de preventiva para domiciliar. A expectativa da defesa era a de que o atleta enfrentasse o júri popular, a partir da próxima segunda-feira, em liberdade. Porém, ainda há uma chance. Recurso semelhante também foi impetrado no Supremo Tribunal Federal (STF) e encontra-se concluso ao relator, o ministro Teori Zavascki, desde o último dia 20.
O pedido de mudança de regime de prisão se sustenta em uma proposta que o jogador recebeu para voltar aos gramados, conforme noticiou com exclusividade o Hoje em Dia na edição de sábado. Após a divulgação da matéria, a diretoria do Boa Esporte Clube, equipe de Varginha, no Sul de Minas, confirmou o interesse em contratar o goleiro para integrar o seu elenco e disputar o Campeonato Mineiro e a Série B do Brasileirão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!