Suspeitos usam pitbull para atacar PM


Dois cães da raça pitbull foram usados por suspeitos para atacar militares durante uma abordagem policial na cidade de João Pinheiro, no Noroeste do Estado, na noite dessa quinta-feira (14). Um dos cachorros foi baleado na cabeça pela PM e morreu na hora. Três jovens foram presos e dois adolescentes apreendidos.
De acordo com a Polícia Militar (PM), três dos suspeitos foram vistos em atitude suspeita perto de um posto de gasolina, no bairro Maria Jose de Paula. Próximo a eles, escondidas em uma caixa de registro de água da Copasa, foram encontradas seis pedras de crack.
Um dos suspeitos informou aos policiais o endereço onde mora e o local foi cercado. O dono do imóvel tentou fugir pulando o muro dos fundos, mas foi impedido pelos policiais. Ele ainda tentou se desfazer de uma sacola com aproximadamente 1,5 grama de crack, uma bucha de maconha e R$72 em dinheiro. Ao ser alcançado, soltou os cachorros, que partiu em direção aos policiais. Um militar atirou na cabeça de um dos cães, que morreu na hora.
Foram presos Leonardo Ribeiro de Souza, de 18 anos, João Pedro de Oliveira Ramos, de 19 e Valdineir Xavier da Silva, de 22 anos. Foram apreendidos ainda dois adolescentes de 17 anos, sendo um deles uma garota, irmã de um dos maiores.
Dentro da casa foram 9,7 gramas de crack, uma bucha de maconha, plásticos para embalar droga, dois celulares e um GPS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!