PM detido após tiroteio na Serra, em BH, é solto pela Justiça Militar

Um dos policiais detidos na última segunda feira (18), após um jovem de 17 anos ser atingido por um tiro, no Aglomerado da Serra, na Região Centro –Sul de Belo Horizonte, foi solto nesta sexta-feira(22). O disparo teria ocorrido quando militares faziam uma operação com o objetivo de identificar suspeitos de participar do tiroteio que provocou uma morte durante um baile funk e deixou outras 13 pessoas feridas, na noite deste domingo (17).
De acordo com a Polícia Militar (PM), o policial foi liberado pela Justiça Militar e vai passar por processos psicológicos para poder voltar a exercer as funções normais de seu cargo. O tenente coronel Alberto Luís, responsável pelo caso, explicou que três militares foram detidos na segunda feira (18) para uma audição na qual apenas um deles confirmou ter atirado durante o conflito. Os outros dois afirmaram que não dispararam durante a confusão. “Como o garoto foi atingido na perna e não sabemos, até que a pericia seja concluída, de qual arma partiu o tiro, somente o cabo permaneceu detido”, afirmou.
O militar suspeito de ferir o adolescente afirmou que agiu em legítima defesa, já que teria sido recebido à tiros no aglomerado. Ele vai poder aguardar o laudo pericial e a continuidade do inquérito em liberdade. “Se for comprovado que o tiro partiu da arma do cabo, ele responderá por lesão corporal e, em juízo, vai poder se defender, tentando provar que agiu em legitima defesa”, concluiu o tenente coronel.
 
Fonte:G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!