58º Batalhão de Fabriciano será instalado até junho

Novo quartel PM da região terá efetivo de 347 policiais 

Janete Araújo 

CORONEL JORDÃO BUENO, comandante da 12ª Região PM: ele diz que o objetivo desse batalhão é levar a paz social ao cidadão através de um policiamento mais ostensivo
IPATINGA- A Resolução 4.248, de 25 de abril de 2013, do gabinete do comando geral da PM, criou oficialmente o 58º Batalhão de Polícia Militar de Coronel Fabriciano. A decisão, que partiu do Governador Antonio Anastasia, ainda deve ser publicada na próxima semana, segundo o coronel Jordão Bueno Júnior, comandante da 12ª Região PM no Vale do Aço. 

A partir da decisão do Governador em criar o 58º Batalhão a 12ª RPM vem trabalhando incessantemente para a sua instalação, que deverá se dar ainda no primeiro semestre, provavelmente no mês de junho, adiantou o coronel Bueno.
Após instalado, o novo batalhão PM de Coronel Fabriciano vai atender as cidades de Coronel Fabriciano, Timóteo, Antônio Dias, Jaguaraçu e Marliéria. O efetivo atual que compreende esses cinco municípios é de 234 militares e a previsão é que se eleve para 347 após a sua efetivação. 

O 58º Batalhão terá como comandante o tenente-coronel Wanderson Stenner Alves, sendo integrado ainda por dois majores, seis capitães, dez tenentes, 82 sargentos e 228 cabos. O restante serão soldados. 
De acordo com o Coronel Bueno, o prazo até junho é necessário para estruturação do novo órgão, como buscar efetivo que já vem sendo movimentado, definição das cinco seções de Estado Maior que irão funcionar dentro do novo batalhão. A primeira será a de Pessoal, depois vem a de Inteligência; a seguir, a de Gestão Operacional; a quarta será a de Orçamento e Finanças e depois Comunicação Organizacional.
“Inicialmente o funcionamento continuará sendo no bairro Belvedere, no mesmo local onde funciona a 178ª Companhia de PM de Coronel Fabriciano. Mas futuramente existe a possibilidade do batalhão ter sua sede própria”, explica o comandante da 12ª RPM.

Para alcançar a independência operacional, orçamentária e financeira, os PMs desse novo batalhão vão precisar de mais viaturas, contar com  autonomia e tudo isso será arcado com recursos do Governo do Estado. “Já foi feito um estudo e entregue ao Estado Maior da Polícia Militar em Belo Horizonte, com todas as demandas necessárias. Para que tudo seja implantado aos poucos, mas de forma eficiente. O objetivo da instalação desse batalhão com autonomia e estruturação é fazer frente à criminalidade. Levar a paz social ao cidadão através de um policiamento mais ostensivo”, salienta o Coronel  Jordão Bueno.

JVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!