Agente penitenciária mata marido, forja suicídio e acaba presa


Uma agente penitenciária foi presa quando chegava para o trabalho, no presídio Alvorada, em Montes Claros, no Norte de Minas. Ela é acusada de ter matado o próprio marido em 2012.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Polícia Civil, o caso estava sendo investigado. A principal suspeita, até o fim das investigações, era de suicídio. Sérgio dos Reis Silvestre Pereira, 35, havia sido dopado com remédios para controle de ansiedade e apresentava marcas de facadas pelo corpo. A esposa, Rúbia Cristina Lima Varjão, 33, chamou a polícia na ocasião e disse que o homem havia se matado.

Após sete meses de investigações foi constatado que, pelas marcas apresentadas no corpo da vítima, e pelas cirscunstâncias em que o crime aconteceu, era impossível que o homem tenha tirado a própria vida. A suspeita é que ela tenha matado o marido por não aceitar o fim do casamento.
O TEMPO/BLOG DO ESTEVES

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!