Menores roubam carro, depois atiram em idoso e riem da Polícia Militar

A Polícia Militar de Ipatinga efetuou na tarde desta terça-feira (2), a apreensão de quatro adolescentes com idades entre 14 e 17 anos. Segundo a Polícia, eles cometeram dois assaltos no mesmo dia.
Circuitos internos de imagens mostram o momento em que eles passaram em um veículo Fiat Uno de cor prata, que havia sido roubado na noite de segunda-feira (1). Na ocasião, eles abordaram uma mulher que passava pela rua com sua filha e de posse de uma arma de fogo anunciaram o assalto subtraindo também da vítima seu aparelho de celular, um cordão de ouro e certa quantia em dinheiro.
Momentos após, os suspeitos ao passavam a pé pela rua Rubilita, no bairro Jardim Panorama e avistaram um idoso, de 72 anos, na calçada de sua residência. Eles abordaram a vítima e subtraíram seu cordão de ouro. Não contentes com o ato, um deles teria efetuado um disparo contra o idoso. O tiro atingiu a região da coxa e transfixou. O homem foi socorrido e encaminhado para o hospital.
Após cometerem o segundo delito, a Polícia Militar foi acionada através do disque-denúncia e informada de que o quarteto estaria andando pelas ruas armado e que teriam abandonado o referido veículo próximo a Escola Técnica Vale do Aço. De posse das informações, os policiais efetuaram um rastreio pelas localidades e chegaram até a rua Amazonita, no bairro Iguaçú. Chegando lá, eles encontraram os quatro espalhados em residências do lugar.

O Tenente Jhonson falou com nossa reportagem. Ele disse que todos ali conduzidos já possuem passagens pela Polícia.
A participação dos suspeitos pode ser confirmada por meio das imagens de um circuito interno de um comércio local, que filmou toda ação do primeiro assalto, na rua Diamantes.
Com eles foram apreendidos aparelhos de celular e um aparelho de choque, conhecido como Taiser. Eles foram conduzidos até o posto policial do bairro Veneza.
Questionado por nossa reportagem sobre qual seria o motivo de ter atirado na vítima, um dos menores foi categórico em dizer que a intenção era acertar as partes genitais do idoso, porém ele teria ficado nervoso e errado “o alvo”. Ele continua com suas declarações dizendo: “ é o comando quem  manda aqui. Tem que meter bronca mesmo. Eu não estou arrependido por que não fiz nada. Mas se eu tivesse feito eu assumia. Sou menor. E dái? Que é que tem se eu tiver feito. Vacilão que reage tem que tomar pipoco mesmo.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!