Vigilante que presta serviços na area da Vale é preso por posse ilegal de arma, munições e coletes a prova de balas

 
A Polícia Civil de Itabira prendeu na manhã desta quinta-feira, 4 de abril, Carlos Loureiro dos Santos, de 24 anos . Carlos estava sendo investigado por ter atentado contra a vida de Antonio Marcos Venâncio, no ano de 2012. Através de um mandado de busca e apreensão, a Polícia Civil de Itabira foi até a casa de Carlos e encontrou no quarto dele, um revólver calibre 38 com numeração raspada, várias munições de calibres diferentes, colete a prova de bala e o uniforme de uma empresa de segurança. Diante ao fato, os investigadores Helton Moreira e Matheus Gonçalves foram até a área de uma mineradora e prenderam Carlos Santos, que trabalha em uma empreiteira como vigilante.Na Delegacia, o suspeito conversou com o NotíciasUai e disse que comprou o colete a prova de balas em Belo Horizonte. Segundo ele, estaria sendo ameaçado por um traficante que foi baleado dias atrás e está o acusando da tentativa de homicídio. Carlos alegou que teme por sua segurança e pelo fato de sua namorada, que está grávida, morar próximo a casa do traficante, ele comprou o colete a prova de balas. Ao ser perguntado sobre a arma que foi encontrada em seu quarto, o suspeito disse que não é dele, e que tem dois irmãos e amigos que freqüentam sua casa e principalmente seu quarto. Carlos foi entregue ao delegado de plantão. Mais uma vez os investigadores Helton Moreira, Matheus Gonçalves e Vilmar Rodrigues, da Polícia Civil, dão uma resposta a altura que a sociedade de bem almeja.  


Fonte: Noticiasuai
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!