Fabricante de armas é preso em Ipatinga

Acusado pode ser ligado a outros envolvidos na mesma atividade e é um dos suspeitos de municiar criminosos da região. Casa era vigiada por um pitbull. 

Divulgação 

Além da munição, garruchas e revólveres apreendidos, a polícia também encontrou material utilizado para a fabricação de armas
IPATINGA – As ações mais intensivas deflagradas pela polícia em combate ao crime continuam obtendo êxito. Na manhã dessa sexta-feira (17), militares apreenderam armas e munição em uma residência no bairro Canaã. O envolvido já tinha passagens pela polícia.

Através de investigações do serviço de inteligência da polícia e cumprimento de mandados, viaturas se dirigiram, por volta das 6h, à residência de Wenderson Alves, 25 anos, na rua Magos, nº 183, bairro Canaã. Chegando ao local, tiveram dificuldades para entrar, porque se depararam com um cachorro da raça Pitbull vigiando a casa. 

De acordo com os militares, dentro do imóvel eles encontraram várias armas e munições escondidas. Cerca de 40 munições, três armas, de calibres 22, 32 e 38 e equipamentos para a sua fabricação foram achados.

O sargento Adilson Pereira, que esteve à frente da operação, informou que Wenderson vinha sendo investigado há algum tempo. “Ele já era alvo da polícia devido às suas passagens por tráfico de drogas e homicídio tentado”, contou o sargento.

O acusado afirmou que era dono das armas, mas que as tinha “por segurança”. Ele disse ainda: “Já fui baleado há uns meses no Iguaçu. Eu tenho família e precisava me defender. Por isso comprei as armas”, alegou Wenderson. 

O dono das armas também falou que há alguns meses um sujeito em uma motocicleta estaria “vigiando” sua casa. 

Além de suas passagens pela polícia, o rapaz já se envolveu em problemas familiares, sendo esfaqueado pelo próprio irmão.

O sargento também relatou: “Encontramos materiais que são usados para a fabricação de armas artesanais, inclusive algumas das armas haviam sido modificadas manualmente”, descreveu. 

De acordo com o policial, há suspeitas, porém ainda não confirmadas, de que Wenderson pode estar ligado a outros produtores de armas caseiras. “Há inclusive a suspeita de que ele possa ter alguma conectividade com o fabricante que reside no Vale do Sol”, apontou o sargento.

A polícia compareceu à casa desse outro suspeito e não o encontrou. Porém, armas e material para a fabricação delas também foram achados no imóvel.   JVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!