Megaoperação contra o crime organizado em Minas termina com 300 presos

SERVIÇÃO DA PC
Trezentas pessoas foram presas em Minas Gerais durante uma megaoperação realizada simultanemante em várias cidades do Estado nesta quinta-feira. No total, mais de 100 policiais civis cumpriram 493 mandados de busca e apreensão. A corporação apreendeu 37 armas, cerca de cinco quilos de maconha, 385 pedras de crack, 1,5 kg da mesma droga e cerca de quatro quilos de cocaína. Além disso foram recolhidos aproximadamente R$ 33 mil, balanças de precisão, aparelhos celulares, lunetas e aves da fauna silvestre. Dentre os detidos estão homicídias, foragidos e traficantes.
 
Norte de Minas
 
Somente no Norte de Minas a polícia cumpriu 43 mandados de prisão e outros 45 de busca e apreensão. Oito homens acusados de assassinatos e envolvimentos com o tráfico de drogas foram presos. Dois suspeitos que teriam participado de dois homicídios foram detidos em Montes Claros. 
 
Félix Cardoso Fagundes, de 24 anos, conhecido por "Felequinha", foi preso no bairro Cidade Cristo Rei. Ele é acusado de executar Davy Juares Soares, de 23, no dia 5 de fevereiro, no bairro Vera Cruz. Sebastião de Jesus, de 27, o "Tião", é acusado de matar Paulo Adriano Fernandes Santos, de 26. O crime ocorreu no dia 8 de abril, no bairro São Judas. "Tião" estava em sua casa, no bairro São Judas, no momento da prisão. 
 
O delegado Bruno Rezende da Silveira, que comandou a operação no município, disse que três homens que também estão envolvidos em execuções registradas neste ano estão foragidos. Eles foram identificados como Alex Barros de Jesus, de 27, o "Buiu"; Wenderson Gomes Cavalcanti, de 32, o "Edinho"; e Fabrício da Cruz Freitas, de 27, o "Bim" 
HD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!