"Piratas" explodem caixa em Ilhabela e fogem de lancha

Um grupo fortemente armado, formado por cerca de dez homens, e em ação cinematográfica, explodiu dois caixas eletrônicos na madrugada desta quarta-feira, 22, no Centro de Ilhabela, litoral norte de São Paulo. A exemplo de outras ações registradas no mesmo local, os bandidos chegaram e fugiram da ilha de lancha.

Segundo moradores e comerciantes, que preferiram não se identificar, os bandidos chegaram por volta das 4h da manhã no píer da Vila. Durante o desembarque, se depararam com turistas que pescavam no local. Eles acabaram sendo rendidos pelos assaltantes durante toda a ação. Próximo dali existe uma base da Polícia Militar, que estava vazia.

Após render os turistas, o grupo seguiu até os caixas eletrônicos do Bradesco, instalados em uma galeria de lojas. Os equipamentos, que ficam em frente à base da PM, foram explodidos. A polícia não informou a quantia levada. Ninguém havia sido preso até o final da tarde desta quarta-feira.

Ações semelhantes

Essa não foi a primeira ação em que bandidos agem utilizando lanchas e fugindo pelo mar em Ilhabela. Em 17 de março de 2011, ao menos sete homens armados chegaram de lancha e, na ocasião, fizeram um arrastão, invadiram duas lojas e roubaram roupas e objetos como relógios e óculos de grife. 

Em maio do ano passado, de 25 a 30 homens chagaram em duas lanchas a Ilhabela, explodiram caixas eletrônicos do Bradesco e da Caixa Econômica Federal, renderam e agrediram um policial militar que estava na base em frente ao Bradesco e incendiaram um carro para dificultar a chegada da polícia. O bando levou R$ 226 mil.ESTADÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!