Anastasia pede reforço de Força Nacional por causa de protestos em Minas

A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) vai receber o reforço de 150 policiais da Força Nacional de Segurança, que irão atuar nas operações relativas às manifestações populares na capital sob o comando da corporação mineira.

O apoio foi acertado entre o governador do Estado, Antonio Anastasia, e a presidente Dilma Rousseff, durante um encontro na manhã desta terça-feira (18), em Brasília.
De acordo com coronel Márcio Sant’ Ana, comandante geral da PM, o reforço é um gesto simbólico, que demonstra o apoio da União ao esforço que Minas Gerais vem fazendo para garantir a segurança da população e dos próprios manifestantes.
Em pronunciamento nesta terça-feira, no Palácio Tiradentes, o governador afirmou que determinou pessoalmente que as forças de segurança pública trabalhem para que as manifestações ocorram de maneira pacífica, como aconteceu no protesto do último sábado, 15 de junho.
Anastasia
reforçou que os manifestantes não podem ser confundidos com pessoas que se misturam à multidão para atacar as forças de segurança e que a violência e a depredação do patrimônio público e privado não serão toleradas.
O governador disse, ainda, que os protestos não podem ser ignorados pelos governantes, que devem buscar soluções adequadas para as reivindicações dos manifestantes.
O tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!