Capitão da PM é indiciado por crime no Veneza

Oficial da PM é apontado como autor intelectual, em meio a conflito de triângulo amoroso 


IPATINGA – O Capitão da Polícia Militar Charles Clemencius Diniz Teixeira foi indiciado pela Polícia Civil sob acusação de ser o mentor de um duplo homicídio ocorrido há seis anos que vitimou o mecânico Diunismar Vital Ferreira, o “Juninho”, de 41 anos, e o instalador de máquinas José Maria, 58 anos. O caso foi acompanhado pela força-tarefa do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da PC que atua em Ipatinga na investigação de pelo menos 14 crimes ainda não esclarecidos. O inquérito concluso foi encaminhado ao Ministério Público e cabe ao órgão oferecer ou não a denúncia contra o policial.

O oficial da PM foi apontado no inquérito como autor intelectual do duplo assassinato. O crime ocorreu na noite do dia 8 de fevereiro de 2007, na avenida Macapá, no bairro Veneza I. Diunismar estava sentado na mesa da mais tradicional padaria do núcleo habitacional e comercial, quando dois homens em uma motocicleta chegaram ao local e efetuaram vários disparos. Juninho foi alvejado com quatro tiros de pistola semiautomática calibre 380. José Maria, que estava próximo, também acabou sendo baleado por um disparo, embora não tivesse qualquer ligação com os fatos que teriam motivado o crime. Chegou a ser socorrido para o hospital, onde morreu durante um procedimento cirúrgico. Ele trabalhava em manutenção de máquinas de postos de combustíveis, estando na cidade em serviço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!