Polícia Militar dará coletiva de imprensa sobre atuação da corporação durante protestos em BH

Após ser acusada de agir com extrema violência e de infringir regras, a Polícia Militar irá conceder coletiva de imprensa sobre a atuação de integrantes da corporação durante os protestos que foram realizados em Belo Horizonte, nesta segunda-feira (17).
 
Em meio à confusão que marcou as manifestações motivadas pela luta em prol da redução do preço das passagens de ônibus em todo o Brasil, entre outras reivindicações, várias acusações contra a PM foram feitas pelos manifestantes e jornalistas que cobriram os atos.
 
Segundo denúncias ouvidas pelos profissionais da imprensa, os policiais militares, principalmente, lotados no Batalhão de Choque, agiram com violência extremamente desnecessária e ainda teriam infringido regras. Ainda de acordo com os denunciantes, a todo momento, os policiais "partiram para cima deles", impediram o acesso a certos locais e ainda fizeram revistas não permitidas.
 
Além disso, durante o protesto, que começou na Praça 7, no centro da capital mineira, manifestantes foram barrados pelos policiais por três vezes e, durante esses momentos, vários tiros de borracha foram disparados contra os protestantes. Bombas de gás lacrimogênio também foram lançadas na direção da multidão, que gritava a todo momento que não queria violência. Em meio à essa confusão, algumas pessoas, entre elas manifestantes, professores e jornalistas, ficaram feridas.
HD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!