Justiça autoriza PRF a impedir protestos dos caminhoneiros nas estradas de Minas

A Justiça Federal de Minas Gerais concedeu, nesta terça-feira (2), o aval para que a Polícia Rodoviária Federal (PRF) possa impedir a manifestação dos caminhoneiras que fecham diversas rodovias federais desde segunda-feira (1°).

Diversos trechos das BRs 040 e 381, 116 e 262, em Minas, estão interditadas. Por causa do movimento, as vias estão congestionadas, causando reflexos também em outros estados.

Agentes da PRF seguem para Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, para entregar a liminar concedida pela Justiça aos responsáveis pelo movimento dos caminhoneiros.

Motivação

Os caminhoneiros pedem subsídios para baratear o óleo diesel e isenção para caminhões do pagamento de pedágios em todas as rodovias, o que, de acordo com eles, reduziria o custo com frete e, como reflexo, iria baratear o preço dos produtos em geral. Eles querem ainda a criação da Secretaria do Transporte Rodoviário de Cargas, vinculada diretamente à Presidência da República, nos mesmos moldes das atuais Secretarias dos Trabalhadores e das Micro e Pequenas Empresas.

Outra reivindicação é a alteração na lei 12.619 que estabelece 11 horas de descanso ininterruptas. A categoria reivindica apenas oito horas seguidas de pausa. A categoria também quer discutir questões como soluções a atuação de transportadores ilegais. N

A ideia da categoria é parar o Brasil, sem a realização das viagens e abastecimento de alimentos e combustível, até que eles consigam iniciar a negociação com o Governo Federal.

O TEMPO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários deixados no site são de inteira responsabilidade de quem escreve e as publica. Isentando assim de responsabilidade o autor/editor do site. Portanto, tenha responsabilidade com seu comentário!